E ninguém demite o dr. Machete?

Perguntado sobre a eventualidade de haver portuguesas dispostas a deixar o Estado Islâmico e a regressar a casa, o ministro da Administração Interna explicou só dizer o que podia, ou seja, quase nada.

Mas uma vez mais, o bom senso a que Miguel Macedo nos habituou não foi seguido pelo colega de Governo cujo perfil parece transbordar de maturidade e sapiência, e cuja prática – mal veja pela frente uma câmara de TV – resulta invariavelmente em prejuízo para o País: Rui Machete.

Ao revelar a existência de jovens que terão comunicado aos pais a intenção de abandonar o Estado Islâmico e de voltar para a família, o ministro das Necessidades cometeu um erro gravíssimo, pois sabe bem que, sendo muito poucas as portuguesas que partiram para a aventura, será fácil aos extremistas identificar as arrependidas e oferecer-lhes, à hora do chá com scones, no mínimo uma carga de pancada.

Como é possível ser tão desastrado? Estranho é que, estando na moda pedir a demissão de ministros, Rui Machete continue a passar, incólume, pelos intervalos da chuva.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 25OUT14

Partilhar

Os comentários estão fechados.