Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

António Fagundes lançou a “Telenovelas” há 16 anos

A frase é do filósofo francês Paul Valéry: “Agradar a si próprio é orgulho, agradar aos outros é vaidade”. Mas que mais pode fazer um actor do que trabalhar para agradar aos outros?

AFmg_1342

O actor que lançou uma revista

António Fagundes é um monstro dos palcos e da televisão, ponto. Escrever mais qualquer coisa sobre o seu trabalho e o seu talento seria um exercício inútil. A área onde o consenso é impossível e se dividem mesmo as opiniões – mais nos jornalistas do que no público – é na sua atitude quando veste a pele de um homem igual aos outros. O cúmulo da simpatia, que pudemos ver nas entrevistas com que Fagundes promoveu a peça que percorre o País, é o oposto da forma rude como despacha alguns repórteres que chegam perto dele.

Calculo, por isso, a ansiedade com que, no final de 1997, o então chefe de redacção da TV Mais e hoje director-adjunto, Carlos Maciel, partiu para o Brasil com a missão de convencer um grupo de actores, popularíssimos em Portugal já nessa altura – e à cabeça dos quais se encontrava António Fagundes – a promover uma nova publicação, a Telenovelas. Maciel chegou ao Rio carregado de cheques de viagem, de modo a facilitar a complexa missão de que o incumbira Rocha Vieira, sócio dos suíços da Edipresse, proprietária da TV Mais.

A verdade é que a capacidade de persuasão do jornalista e a cenoura do pagamento simples e imediato alcançaram o objectivo traçado, e a campanha de lançamento do título – na imprensa, em outdoor e na TV – revestiu-se de tal êxito que a Telenovelas, dirigida até hoje por Teresa Pais, logo ultrapassou os 200 mil exemplares de vendas médias em banca. António Fagundes com a revista na mão foi o ovo de Colombo…

Portugueses também participaram na campanha

Lançada a 26 de Janeiro de 1998, a Telenovelas foi uma ideia de José Rocha Vieira e na campanha promocional participaram, além de António Fagundes, os actores brasileiros Regina Duarte, Glória Pires, Kadu Moliterno, Cristiana Oliveira e Marcos Palmeira, e os portugueses Fernanda Serrano e Virgílio Castelo, da novela Os Lobos. Segundo a APCT, a revista vendeu uma média de 64 mil exemplares em 2013.

Parece que foi ontem, Sábado, 18SET14