Dossier has been – Artur Agostinho na capa da Flama… por causa do Record

Com esta capa do n.º 797 da revista “Flama”, de 14 de Junho de 1963, dou continuidade ao ciclo “has been” neste blog. A seguir, apresentarei igualmente uma vasta coleção de números 1 de publicações que fizeram história ou que simplesmente desapareceram da mesma forma discreta como chegaram às bancas. Não quero fazer deste blog um simples desfilar de textos polémicos voltados para as audiências. Este é, também, o blog de uma já longa carreira.

A “Flama” foi, com “O Século Ilustrado”, uma importante “revista semanal de actualidades” dos anos 40 a 60 do século passado. A capa que hoje mostro tem a curiosidade de ter como protagonista o comunicador Artur Agostinho, então no auge da sua carreira, aos 42 anos, e que tinha acabado de chegar à direção de “Record”.

Ficha técnica
Diretor: Manuel Silva Costa
Diretor-adjunto: Pedro Tamen
Subchefe de redação: Carlos Cascais
Redação: Rua de Sta. Marta, 48, Lisboa
Impressão: União Gráfica, SARL
Preço de capa: 2$50

Partilhar

Os comentários estão fechados.