Dossier has been – o início da primavera marcelista

Em 27 de setembro de 1968, Marcelo Caetano substituira Salazar e o país vivia na esperança de que a sua chegada ao poder permitisse a abertura democrática e o fim da guerra colonial. A “Flama” de 4 de Outubro aproveitou a onda da popularidade do novo chefe do Governo para fazer uma capa em que ele contemplava docemente os netos. Ainda não havia revistas de sociedade, mas entrávamos na “primavera marcelista” que antecederia a grande desilusão.

Na foto das centrais da revista, Marcelo e 11 dos seus 12 netos: Luís, o mais novo, de 2 anos, ao colo de Maria João, a mais velha, de 11, Jorge, Rita, Filipe, Manuel, Diogo, Francisco, José Miguel, Pedro e Marina. À direita, em cima, já “fora” da imagem, estava ainda João Marcelo. Marcelo Caetano teve quatro filhos: Miguel, José Maria, João e Ana Maria.

E como é hábito aqui fica um anúncio de página dessa edição da “Flama”, que marca também uma época.

Partilhar

Os comentários estão fechados.