Dois mil mortos antes do final do ano?

Os 500 e tal casos novos positivos diários em Portugal poderão não ser ainda a “guarda avançada” das consequências do desconfinamento, mas significam que voltaremos a ter 20 ou 30 mortos por dia dentro de uma ou duas semanas. Numa altura em que a Itália está com 1 400 novos infetados/dia e a Espanha com mil – depois de já ter tido 300 – os números de Portugal não parecem assim tão encorajadores. É bom que nos preparemos psicologicamente para ver o total de vítimas mortais atingir as duas mil antes do final do ano – podendo ser ainda pior se o outono nos trouxer uma nova vaga da pandemia.

Corre melhor a nossa sucessiva descida no ranking mundial. Depois de o México nos ter atirado para fora do sinistro top 20, Paquistão e Chile aproximam-se para nos colocar na 23.ª posição – depois de já termos estado no top 15.

Já os dados globais apresentam várias anedotas: dos mil e 800 mortos da Rússia e do Peru aos 12o da Bielorússia, passando pelos igualmente nada credíveis 13 mil casos positivos de Bangladesh e Indonésia, os 10 mil de Filipinas e Colômbia ou os 5 mil da Argentina…

Partilhar

Os comentários estão fechados.