Dirigentes do Sporting contra RECORD

Comunicado

O Sporting Clube de Portugal vem, por este meio, manifestar o seu mais profundo repúdio pelo conjunto de notícias que o jornal “Record” tem vindo a veicular e que fazem acreditar na existência de uma campanha que parece visar denegrir e lesar a instituição através de alguns dos seus protagonistas.

O direito à informação e a liberdade de imprensa são, hoje, conquistas inalienáveis dos órgãos de comunicação social que não podem nem devem ser questionados. Mas a consciência desses factos não é compaginável com o exercício de um jornalismo sem escrúpulos que confunde a análise objectiva dos factos com leituras enviesadas assentes em conjecturas, especulações e impressões pessoais.

É certo que o Sporting Clube de Portugal atravessa um momento difícil da sua já longa vida. Todavia, o Clube, os seus milhares de sócios e os milhões de adeptos e simpatizantes espalhados pelo mundo não deixarão de dar a volta por cima e reagir às adversidades que se têm atravessado no caminho.

Ao “Record”, co-responsável por um jornalismo que nos habituámos a admirar mas que, nos últimos tempos, elegeu alvos humanos como se de territórios inimigos se tratasse, exigimos um tratamento ético-profissional e jornalístico à altura dos seus pergaminhos.

Na defesa intransigente dos seus interesses, também o Sporting Clube de Portugal saberá recorrer aos instrumentos que, a cada momento, considerar mais adequados e eficazes.

Partilhar

Os comentários estão fechados.