Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

De Fafe no Face

De José Paulo Fernandes-Fafe, no Facebook, com a devida vénia.

EXEMPLO | Existem gestos que, por muito singelos que possam aparentar ser, mostram a fibra e o carácter de quem os pratica. A atitude do antigo presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso em deslocar-se ao Hospital Sírio-Libanês para confortar publicamente o seu sucessor no Palácio do Planalto, contrasta bem com o comportamento ignóbil dos energúmenos que, à mesma hora, se concentravam na porta do hospital para insultar o antigo presidente Lula, acabado de perder a sua mulher. E é um exemplo e prova que ser adversário do PT e da sua gestão de 14 anos, não é sinónimo de imbecilidade e canalhice. (5FEV17)
(Foto Ricardo Stuckert)

CAMARADAGEM | Vamos lá ver uma coisa: José Sócrates tem todo o direito de não responder a perguntas feitas por repórteres do Correio da Manhã ou da CMTV – todo! Mas se existisse aquele mínimo de “camaradagem” que se exige, os outros jornalistas teriam o dever de, enquanto isso durasse, não colocar-lhe qualquer questão sobre o quer que fosse. Aliás, já aquando do boçal comentário que o dr. Lisboeta Araujo dirigiu à jornalista Tânia Laranjo há alguns meses, espantou-me observar a inacreditável passividade dos colegas dessa repórter que então foram incapazes de tomar uma atitude. E isto vale para o Correio da Manhã, para a Tânia Laranjo ou para qualquer outro jornal ou jornalista que seja… (5FEV17)