Cristina não acabará com nada

Talvez empolgada pela “Forbes”, que a colocou na sétima posição na lista das portuguesas mais poderosas a nível empresarial – algo dificilmente entendível mas que é o que é – Cristina Ferreira reagiu com ameaças do tipo “temos de acabar com isto” a uma notícia do site flash.pt que a irritou. Cristina não acabará com o que seja – os limites da comunicação social são o interesse do leitor, a lei e nada mais.

Até porque como qualquer título que escrutina o planeta cor de rosa, a “flash!” tanto divulga factos considerados “horríveis” pelos visados, como deles dá, dependendo das circunstâncias, uma imagem de beleza e “glamour” que jamais os incomodou.

Aliás, o mesmo site da Cofina não há muito dava conta – admito que com aquilo que podemos apelidar de “rigor sensacionalista”, próprio da função – que Cristina Ferreira perdera vários colaboradores do seu programa e que outros estariam cansados com a pressão, a exigência e o ritmo da apresentadora.

Não vejo que maior elogio pode ser feito a uma marca – e Cristina é uma marca – do que o reconhecimento da adoção do lema “we try harder”, a capacidade de motivar uma equipa e dela retirar o esforço extra sem o qual o êxito não é possível. Porque foi assim que ela chegou lá.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 21dez19

 

Partilhar

Os comentários estão fechados.