Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Costinha contra Sousa Cintra? É, a paciência esgota-se…

Costinha deu o tom correto ao que é hoje a vida interna do Sporting quando se dirigiu ao antigo presidente dos leões, José Sousa Cintra, em termos totalmente esclarecedores: “Meta-se na sua vida”. Lindo.

Mal comparadas as coisas é assim uma espécie do “Shrek” com que Carlos Carvalhal me contemplou, faz tempos, só que desta vez dirigida a um homem a quem o Sporting deve mais do que algum dia deverá ao azedo Costinha. Pior: trata-se de uma frase ofensiva, enquanto a de Carvalhal constituiu um simples desabafo.

Mesmo assim, não quero crucificar Costinha, que tem sobre os ombros uma pressão brutal e uma missão impossível: unir um grupo de trabalho que os maus resultados tendem a deslaçar, construir uma equipa sem dinheiro para contratar jogadores, dar a cara por uma gestão desportiva pouco feliz e pouco competente.

Quem, no seu lugar, teria paciência para sorrir perante os comentários de tanto careca a julgar entender de tudo e a perorar sobre nada? Se houver alguém, pois que lhe atire a primeira pedra. Eu passo nessa.

Passe curto, publicado na edição impressa de Record de 15 dezembro 2010