Comunicado de Hugo Gaspar sobre a sua ausência da Seleção de voleibol

De: Hugo Gaspar [mailto:hugo_gaspar8@hotmail.com]
Enviada: quinta-feira, 10 de Novembro de 2011 15:02
Para: Record
Assunto: Direito de resposta.Comunicado Hugo Gaspar

Boa tarde

O meu nome é Hugo Gaspar e venho deste modo demonstrar a minha tristeza pela noticia colocada na edição de ontem do jornal Record sobre a minha convocatória da Seleção Nacional.

Primeiro de tudo demonstrar a minha indignação por não ter sido contactado no intuito da veracidade da noticia e declarações

Segundo, a atribuição de uma medalha de lata, com conotação negativa nessa mesma edição, tendo em conta factos falsos, onde o jornal não procurou a veracidade dos elementos apresentados.

Deste modo envio um comunicado em nome pessoal no intuito de me ser dada a possibilidade de esclarecer a veracidade da situação e assim não ver a minha posição como pessoa e atleta conotada negativamente. Exerço assim o meu direito de resposta.

Cumprimentos 

Hugo Gaspar

COMUNICADO

Antes de tudo gostaria como atleta de alta competição, ao serviço das seleções, desde 1998, transmitir que sempre a represntei com orgulho, sempre a defendi perante todos, sempre me dediquei de corpo e alma, venci, perdi, sorri e chorei ao serviço desta.

Foi com muita tristeza e indignação que li, através do jornal, declarações do Selecionador Nacional Juan Diaz, alguém com quem durante muitos anos partilhei vitórias e algumas derrotas.

Tendo as seguintes declarações “Gaspar não teve disposição para vir.” sido proferidas pelo selecionador, é com muita consternação e revolta que tenho de referir o seguinte:  

1- Disposição é algo que nunca me faltou para treinar /jogar, muito menos ao serviço da Seleção Nacional Senior , pela qual nos últimos 12 anos fiz muitos sacrifícios e com a qual , juntamente com os meus colegas, fomos alcançando resultados

2- Não poder representar a seleção numa Qualificação Olímpica, é algo que desde logo me entristeceu. Quem no seu perfeito juízo de atleta deita fora a oportunidade de ir aos Jogos Olímpicos por falta de disposição?

3- Felizmente, juntamente ao meu percurso de atleta de alta competição fui juntando um percurso académico que no futuro me permitisse manter uma vida normal e uma vida profissional . Este percurso académico foi pautado por muito sacrifício e trabalho, mas nunca por minha vontade interferiu com a minha representação nacional.

4- Findo o percurso académico, iniciei o período profissional .Se manter a faculdade durante os longos e desorganizados estágios da Seleção Nacional é difícil, muitos mais entraves encontrei nos últimos 2 anos para os conciliar com a vida profissional .

5- Conciliar os estágios de seleção e o trabalho na minha área profissional é deveras difícil se muitas vezes impossível.

6- No dia 22 de Novembro , dia de competição já em OSIJEK na Croacia onde se realiza a Poule de Qualificação, terei de efetuar o Exame Nacional de acesso à Especialidade de Medicina , algo que não pode ser mudado, cancelado ou protelado, e a não realização deste colocaria a minha atividade como médico em risco.

7- Esta, é verdadeira razão pela qual não poderei representar a seleção nacional. Não são razões presas por falta de disposição, vontade ou algo mais.

8- O meu presente passa pelo voleibol e pela medicina, mas o futuro passará pela medicina . O voleibol não dura para sempre.

Nota da QdoC

O atleta explica no seu comunicado os motivos que o levam a não poder representar a Seleção Nacional, pelo que a sua “indignação” deve ser dirigida ao selecionador, que o acusou de “falta de disposição”, e não ao Record que se limitou a reproduzir declarações credíveis, aliás, tão credíveis como as de Hugo Gaspar, que aqui reproduzimos na íntegra sem precisarmos de as confrontar com Juan Diaz.
Quanto ao invocado “direito de resposta”: é um direito que reconhecemos com todo o gosto, mas não o “direito de resposta” contempladp na lei, que tem regras. Regras que Hugo Gaspar não cumpriu, talvez por saber que daríamos imediato acolhimento à sua versão. Se foi assim, fez bem.

Partilhar

Os comentários estão fechados.