César e André: presentes!

Faz hoje cinco anos que os jornalistas César de Oliveira e André Romeiras, nossos queridos camaradas de redação, encontraram a morte num acidente de avião, na Patagónia, onde se encontravam de férias. Sofri então, eu que nem sequer privava com eles fora do ambiente profissional, um dos maiores desgostos da minha vida: pela brutalidade do acidente, pela juventude do César e do André, e por não lhes ter dispensado, em vida, toda a atenção que mereciam.

Hoje, dirijo à família de ambos e aos seus amigos mais chegados uma afetuosa saudação, e renovo a promessa de 2006: Record honrará a sua memória. Enquanto depender de mim, eles estarão connosco.

Passe curto, publicado na edição impressa de Record de 24 novembro 2011

Partilhar

Os comentários estão fechados.