Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Carta aberta de um associado à direção do Sporting

De: Luis Alter [mailto:luis_alter@hotmail.com]
Enviada: sábado, 20 de Agosto de 2011 10:08
Para: Record
Assunto: Carta aberta ao Sr. Godinho Lopes

Carta dirigida ao Sr. Godinho Lopes e sua direção.

Decidi escrever esta carta aos dirigentes do Sporting após o jogo da primeira jornada da Liga Zon Sagres.

No passado fim-de-semana decidi ir com um grupo até Alvalade para assistir um jogo do nosso clube, neste caso fomos 11 pessoas que pagámos em conjunto 235€. Fomos até à bilheteira e pedimos 11 bilhetes: 3 de jovens, 1 de sócio normal, 1 de sócio (+65 anos, reformado) e 5 bilhetes normais. Qual é o meu espanto quando nos dão os lugares atrás do banco de suplentes dos visitantes.

Sim eu sei que ao ir comprar os bilhetes podia ter pedido outros lugares, mas neste caso foi uma pessoa que não está habituada a comprar bilhetes que o fez, e pediu para a central A. E o banco de suplentes não é o único obstáculo junto do relvado para os azarados que ficam nestes lugares, ainda temos o Jubas e mais umas 5-9 pessoas que estão ali a tapar a visão ao pessoal.

Ainda mais incompreensível é o facto de terem vendido bilhetes para uma zona do estádio onde está uma “porta” que dá entrada para dentro do relvado, a mesma onde os fotógrafos e outros convidados entram e saem. Mal nós chegamos aos nossos lugares a segurança começou logo a dizer que ali era melhor serem crianças a estar sentadas porque a porta ia abrir e fechar imensas vezes. Neste caso até tínhamos crianças para podermos colocar lá, mas e se não tivéssemos?

Eu queria convidar o nosso presidente Godinho Lopes e a sua equipa da direção do nosso clube a deixarem os seus lugares na zona VIP e descerem por exemplo ao Sector A3 fila 1 lugar 1 a 11 e assistirem ao próximo jogo em Alvalade nesses mesmos lugares, e se por acaso foram mais do que 11 pessoas os restantes lugares após o nº 11 são iguais.

Se por acaso acharam como eu que essa fila no Sector A3 fila 1 realmente não dá para ver um jogo de futebol como deve de ser, sugiro que os bilhetes dessa zona e fila sejam sempre os últimos a serem vendidos e não os primeiros como foi neste caso. Custa-me acreditar que sou o único a ter tido este azar com os bilhetes. Neste caso, das 11 pessoas que foram ao estádio, seis foram pela primeira vez e tão depressa não devem de voltar.

Existem ainda muitas coisas que têm que ser melhoradas no que diz respeito ao contacto entre o simples sócio e o nosso clube, como por exemplo a correspondência de e-mail. Não se compreende como uma pessoa manda um email para o Sporting a pedir ajuda para fazer uma surpresa no dia do jogo em questão 3 semanas antes do jogo e só no mesmo dia do jogo recebe um email a dizer que o email tinha sido reencaminhado para a pessoa certa.

Profissionalismo? Não me parece.

Lisboa 17 de Agosto 2011

Luís Alter, sócio 16640
 
Publicado no site www.lusofans.com