Carlos Carvalhal e o Shrek ou a guerrinha estúpida que deu em amizade

Carvalhal11

Não ganhando o Sporting há sete jogos e perante o crescente desespero dos adeptos, o Record fez, pelo Carnaval de 2010, uma manchete polémica: É Carvalhal ninguém leva a mal. O título jocoso resultou de uma guerrinha que o então treinador leonino, Carlos Carvalhal, abriu com alguns jornalistas, entre os quais o escriba (ver texto em baixo), responsabilizados pelas deficientes exibições do Sporting. Aconteceria o mesmo, aliás, com quase todos os técnicos que sucederam a Paulo Bento em Alvalade – que Carvalhal substituiu em Novembro de 2009 – e que não lograram fazer melhor.

Apesar desse diferendo, nunca o Record deixou de considerar Carvalhal, cuja competência e fair play, ultrapassado que ficou o seu difícil período verde e branco, o levaram até a ser distinguido, em 2013, com o Record de Ouro.

Carvalhal5

Foi, por isso, com interesse e alguma ansiedade que acompanhei o excelente desempenho de Carlos Carvalhal nesta época, ao serviço dos ingleses do Sheffield Wednesday, equipa que só por um triz – o jogo de sábado, com o Hull City, em Wembley, que o Sheffield perdeu (1-0) – não subiu à Premier League. Nada que ponha em causa a capacidade de Carvalhal, a quem o líder do clube, Dejphon Chansiri, um milionário tailandês, rei do atum, já tinha renovado o contrato. Gosto de ver triunfar no estrangeiro um homem bom e um treinador português a quem só a sorte não sorriu. Ainda.

Carvalhal7

O Shrek e o não Burro Falante

Em 2010, quando os resultados do Sporting frustravam as expectativas e as críticas se intensificavam, Carvalhal classificou alguns comentadores com nomes contundentes. Fui um dos visados, com a atribuição de um epíteto adequado: Shrek. Retribuí, com outro personagem da obra de William Steig, o Burro Falante, e inventando, após novo insucesso, a manchete É Carvalhal ninguém leva a mal. Hoje, mais de seis anos decorridos, uma coisa mudou: eu continuo Shrek (foto ao lado, em Veneza, com outro sósia), mas Carlos Carvalhal não é, afinal nunca foi, Burro Falante.

Parece que foi ontem, Sábado, 2JUN16

O treinador posa com uma medalha oferecida pelo Record.

Carvalhal com o Record de Ouro, em maio de 2013

Partilhar

Os comentários estão fechados.