António Costa passou por cima da passadeira de Gomes Ferreira

No último fim de semana, António Costa esteve no “Alta definição”, da SIC, e respondeu às perguntas com sorrisos rasgados: afinal, o ambiente é “friendly” e o primeiro-ministro limitou-se a desfilar pela passadeira vermelha dos convidados de Daniel Oliveira.

Creio que a gravação da entrevista se fez por altura de outra – transmitida antes, em direto, também na SIC, e conduzida por José Gomes Ferreira – já que o tom amigável de António Costa se manteve, com a sua estratégia de bom humor a impor-se à excessiva e confusa confrontação de dados em desfavor da sua ação política. A situação pedia menos cortesias e um rosto fechado ao perguntador, hoje mais opinador, crítico económico e quadro de uma estação do que propriamente jornalista.

Atacado nas redes sociais, pântano de crápulas e de falhados, Gomes Ferreira defendeu-se no site da SIC Notícias – com um texto loooongo em que lemos coisas acertadas até adormecermos – tomando as dores do “jornalismo independente”. Não devia ir por aí porque, na verdade, não insistiu nas questões que ficaram sem resposta. Optou por debitar números, exibir quadros e olhar-se ao espelho, espelho meu. Acabou na passadeira de Daniel Oliveira – e Costa passou-lhe por cima.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 17JUN17

Partilhar

Os comentários estão fechados.