Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

Antena paranóica: a lição de Jorge Sampaio

No
batalhão de economistas e candidatos que opinam nos canais de TV, Bagão Félix e
Silva Lopes são os que mais se distinguem pela clareza com que expõem as suas
ideias e criticam a política fiscal do Governo. Porque falta a paciência para
os “técnicos”, que nos aborrecem com linguagem codificada, repetem o óbvio ou
dizem o contrário do que garantiram antes.

Mas
a melhor performance dos últimos oito dias foi de Jorge Sampaio, entrevistado
por António José Teixeira, na SIC Notícias. O ex-chefe de Estado deu conta de
reservas e discordâncias quanto às opções do Executivo e à acção de Cavaco
Silva, recorrendo a um discurso moderado, convincente e mesmo pedagógico, que
pesou mais na opinião pública do que uma semana inteira de greves e
manifestações.

Seria
fácil ao Presidente Sampaio zurzir a torto e a direito, repetindo tudo o que se
tem ouvido, em busca do aplauso fácil. Não o fez e o seu tom contido – e por
isso também profundo, duro e eficaz – apontou, enfim, uma saída. O problema é
que, em Belém, o homem do leme não está para maçadas.

Antena paranóica, publicado na edição impressa de Record de 20 outubro 2012