Ainda bem que chumbei a Matemática

Se fosse bom a fazer contas, teria ficado horrorizado com a indicação de 14 de abril como o dia em que se verificará o pico de infetados com o coronavírus. É que faltando 24 dias para essa data, e mesmo com um aumento diário não especulativo de 20%, como sucede por esta altura, os 1 280 casos de hoje seriam cerca de 55 mil, a 14 de abril. E mantendo-se também a percentagem “benigna” de 1% de desenlaces fatais, o número de mortos rondaria então os 550. E se pensarmos que começando a diminuir a curva de pessoas atingidas com a covid-19, o vírus continuará a produzir vítimas por largas semanas, a conclusão seria ainda mais aterradora porque teríamos à vista o milhar de mortos…

Não, as minhas contas estão erradas, não vai ser nada assim. Graças a Deus, chumbei a Matemática.

Partilhar

Os comentários estão fechados.