A última de Vilas Boas: Zenit fora da Champions

Com o Liverpool a meio da tabela na Premier e uma campanha dececionante na Liga dos Campeões, a substituição de Brendan Rodgers do comando técnico dos “reds” estava, já no fim de semana passado, na ordem do dia. Terreno fértil para a maquinazinha de propaganda empresarial “colocar” André Vilas Boas na órbita do emblema de Anfield.

Danny Murphy, glória dos “reds”, logo veio lembrar os falhanços consecutivos do português no Chelsea e no Tottenham, e deixar claro que o Liverpool pode procurar outro treinador mas que jamais se interessará por Vilas Boas. “Ele não merece nem estar numa lista de 20 eventuais substitutos”, sentenciou o antigo médio internacional inglês.

http://www.record.xl.pt/Futebol/Internacional/inglaterra/interior.aspx?content_id=919072

E se agora, com o Liverpool a ficar em último lugar no seu grupo da Champions e a dizer adeus até à Liga Europa, o lugar de Rodgers treme ainda mais, não seria o técnico do Zenit a solução, pois ele não foi apenas um “flop” em Inglaterra, está a mostrar o que vale igualmente na Rússia: ontem, o clube de São Petersburgo – com quatro golos marcados em seis jogos (!), apesar de ter Hulk… – viu-se afastado da Liga dos Campeões. Sobra o campeonato, vai à frente… veremos no fim.

Se fosse ao André, eu pensaria a sério na possibilidade de regressar a Coimbra, para um clube à minha dimensão. Seria a melhor forma de evitar mais… palhaçadas.

Partilhar

Os comentários estão fechados.