Colunista do "Record" e do "Correio da Manhã", anarco-individualista e adepto do Belenenses e do Real Madrid, Alexandre Pais foi diretor do "24horas", de 2001 a 2003, e do "Record", de 2003 a 2013, tendo iniciado o seu percurso jornalístico no "Mundo Desportivo", em 1964.

A situação de Sá Pinto no Sporting (comentário para o “Destak”)

A escolha de Sá Pinto para treinador
do Sporting foi, na altura, uma decisão natural e que parecia acertada. Antiga
glória do clube, com enorme aceitação entre os adeptos, foi-lhe fácil
apresentar-se com uma vantagem importante: ser um nome consensual.

O problema é
a sua personalidade pouco serena, que se preocupa com o que nada interessa: as
opiniões dos outros. 
Com isso, em vez de transmitir tranquilidade e impor
concentração total nos objectivos, é ele próprio quem desestabiliza a equipa.

Agora, a situação a que se chegou simplifica as coisas. Se continuar a ganhar, a
direção leonina terá de colocar a sua substituição em “standby”, se os
desaires voltarem, Sá Pinto será rapidamente
demitido. Pessoalmente, terei pena. Mas é assim a vida.

Declaração sobre o futuro de Sá Pinto no Sporting, publicada no Destak de 28 setembro 2012