Com Patrick Morais de Carvalho o Belenenses recupera o seu orgulho

Patrick Morais de Carvalho candidata-se a um terceiro mandato como líder do Belenenses para prosseguir o notável trabalho de recuperação do clube que desenvolve desde 2014. Após os dois quintos lugares no campeonato, alcançados com Jorge Jesus, em 2006-2007 e em 2007-2008, o segundo “transformado” em oitavo pelos pontos perdidos com o “caso Meyong” – e a dramática renúncia, e morte, do então presidente Cabral Ferreira – os azuis mergulharam numa crise profunda. Da caótica preparação (?) da época seguinte, a de 2008-2009, ao recente rompimento definitivo com a B-SAD... Leia o resto →

Ninguém quer saber dos idosos maltratados

Não me incomodou muito a canalhice da divulgação da conversa em “off” do primeiro-ministro. É o país de delatores que temos. Como não me chocou a pulhice com Vítor Gaspar, em 2012, quando o então ministro das Finanças quis mostrar serviço ao congénere alemão, foi apanhado pelos microfones e viu o seu confrangedor diálogo rapidamente difundido – com o aplauso de algumas virgens ofendidas que suspenderam agora as férias para amortecer o “cobardes” de António Costa. Também me ralo pouco com a suposta indignação dos médicos, cuja Ordem devia averiguar,... Leia o resto →

O Benfica viverá bem sem Cavani

Já não havia paciência para o “folhetim Cavani”, que o Benfica alimentou para lá do que devia, com uma única vantagem para o respeitável público: fazer baixar o ruído, igualmente insuportável, da transferência, essa consumada, de Cristina Ferreira. De facto, o clube da Luz estendeu-se demasiado nas “negociações”, o que gerou uma onda gigantesca de expetativa nos seus adeptos. Depois, tudo se esvaziou numa maré baixíssima de deceção, que só não penalizará fortemente Luís Filipe Vieira porque as atenções estão concentradas em Jorge Jesus e na reconstrução da equipa, e... Leia o resto →

Uma estrela única na TVI

Por três semanas, Maria Botelho Moniz tomou de Manuel Luís Goucha o “Você na TV!” e terminou (?) o desafio aprovada por distinção. Com exceção de alguns “balanços” matinais do “BB”, não liderou as audiências, é certo, mas antes já não era a TVI que mandava nas manhãs. Além do mais, enfrentou, na SIC, um peso pesado da TV e uma apresentadora que vem dando excelente conta nos trabalhos que lhe destinam – e ambos beneficiando, desde a estreia de “Casa feliz”, do impulso vencedor deixado por Cristina Ferreira. O... Leia o resto →

Os turistas que Lisboa perdeu com a Champions…

Há uma semana, estávamos longe de admitir que Leipzig, Lyon e Atalanta fossem mais que patinhos feios e atrevidos entre a nata do futebol europeu. Certo é que só os italianos falharam a passagem às “meias”, não por falta de competência mas apenas porque mal vê Mbappé em campo, Neymar, que tem uma costela de Messi e outra de Cristiano, provoca tal aceleração no jogo que é quase impossível de travar. O brasileiro e o francês formam, aliás, a única pedra que pode vir a encravar a engrenagem que o... Leia o resto →

O sonho de viver sem trabalhar

Com mais 14 mil espectadores, “A tarde é sua”, da TVI, conseguiu na terça-feira um feito raro: superiorizar-se a “Júlia”, da SIC, graças ao recurso a um golpe infalível: uma história de sexo. Fátima Lopes teve o apoio da competência de Teresa Paula Marques na condução da conversa com uma suposta vítima, no sentido moralista que os canais sempre dão aos temas escabrosos em horário “familiar”. O problema é que o guião era pantanoso. A “queixosa”, uma mulher de 27 anos – com um percurso nada exemplar no celerado “Love... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top