Ljubomir Stanisic, um “chef” especial

Com quase um milhão e 400 mil espectadores – mais 200 mil que “A Máscara”, da SIC, e banalizando o “The Voice”, da RTP1 – “Pesadelo na cozinha” voltou no último domingo aos grandes momentos, dando a vitória no dia à TVI. Tratou-se, não por acaso, de um dos melhores programas de Ljubomir Stanisic, que por esta altura conseguiu juntar ao estilo excessivo, trauliteiro e tantas vezes gratuitamente ordinário, uma sensibilidade nata, enfim patente, que lhe assenta como uma luva – por ter atravessado as agruras da guerra e por... Leia o resto →

Silas faz omeletas sem ovos

A noite parecia ser dos desqualificados. Começou no Dragão, com Rúben Amorim, treinador sem os níveis criados pela corporação, a ganhar pela calada depois de se ter desfeito em elogios ao FC Porto, cujo “exemplo” garantiu seguir. Acreditaram nele os portistas – afinal, os de Braga não os venciam em casa há 15 anos – e tramaram-se. Também, é verdade, porque os de Sérgio Conceição falharam dois penáltis em poucos minutos, uma gentileza que faz parte da estrelinha que já percebemos que acompanha Amorim. Estivesse lá o Sá Pinto e... Leia o resto →

Que raio de mediação foi a da Liga no caso da gripe sadina?

Há muitos, muitos anos, passei por momentos difíceis no estádio do Bonfim, quando adeptos do Vitória, em fúria, derrubaram a pontapé a porta da cabina da rádio e tentaram agredir o profissional que fazia o relato – que não concordara com os protestos dos que pediam penálti a favor dos da casa e dera razão ao árbitro. Recordei essa tarde triste, ontem, ao ver alguns exaltados, “pendurados” na tribuna, a insultarem Frederico Varandas, acusando-o, seguramente, de principal responsável pelo não adiamento da partida. É verdade que gente zangada anda por... Leia o resto →

Nuno Santos na TVI é a novidade que conta

O nascer da década trouxe-nos uma situação nova e outra de continuidade no funcionamento de dois canais generalistas. Começo pela última, a da RTP, que “reprovado” José Fragoso para a direção de informação, recorreu a um dos nomes que há anos flutuam como a cortiça, numa segunda linha cinzenta paga com o dinheiro dos impostos dos portugueses. Enfim, é para perder, pouco conta. A novidade é que importa porque assinala o início do fim do longo e penoso torpor em que se arrastam os programas da TVI. E essa lufada... Leia o resto →

Só um acertou no marcador do Bonfim

No golo do Aves na Luz, ninguém apostou. E nos dois do Moreirense, também não… Já o golo do V. Setúbal foi previsto por cinco, entre os quais o escriba, mas no marcador do Bonfim só Bruno Prata acertou. Para já, ficou assim: AVale 68 pontos, NEncarnação 77, PASilva 84, LSantana 86, LJeremias 97, CBCruz e BPrata 98, APais 103, RSantos e PFutre 107, EDâmaso 109, RMalheiro e AVeríssimo 110, CRodrigues 113, RCalafate 114 e ZMFreitas 116 pontos.

Vender Acuña seria a estupidez no seu esplendor

O Sporting confirmou ontem que o seu plantel pode não ser uma maravilha mas tem mais valor do que aquele que alguns “especialistas” têm pintado. Bastou, para isso, que Jorge Silas dispusesse de tempo para trabalhar, enfrentando a realidade e potenciando as qualidades da matéria prima que lhe deram. Os leões jogaram taco a taco com o FC Porto e, na segunda parte, até sofrerem o segundo golo, foram claramente superiores. Não venceram por falta de coesão defensiva e falhas de marcação, mas também porque Vietto não é um finalizador.... Leia o resto →

Andreia Vale acertou em mais dois resultados

A líder segue on fire. Apenas com mais um apostador, Pedro Adão e Silva, Andreia Vale acertou em cheio no 0-1 de Guimarães, e com mais cinco, entre eles os escriba, previu o 1-2 de Alvalade. Só não acreditou na derrota do Belenenses SAD… Nem ela, nem eu, que lá vou recuperando e já estou na primeira metade da tabela. Que ficou assim: AVale 59 pontos, NEncarnação 68, PASilva 74, LSantana 79, LJeremias 85, CBCruz 91, BPrata 94, APais 97, RMalheiro e RSantos 99, PFutre 100, EDâmaso e AVeríssimo 101, CRodrigues... Leia o resto →

Espanha, país de bárbaros

No “Programa da Cristina” de quinta-feira, Hernâni Carvalho denunciou pela enésima vez a falta de dureza da justiça portuguesa com os crimes de índole sexual, a propósito do escândalo que foi tema da manchete desse dia do CM. A coisa é aberrante: o Tribunal da Relação reduziu de 13 para sete anos a pena de um casal que violava a filha bebé – a mamã forçava-a a abrir as pernas e o papá atacava-a – alegando que a primeira instância parece não “ter percecionado a real dimensão do caso que... Leia o resto →

Posts mais recentes »

 
Back to top