Pinto da Costa ainda é Pinto da Costa?

Cinco vitórias em cinco jogos e primeiro título no Sp. Braga no bolso, eis o derradeiro mês do currículo de Rúben Amorim, o homem que concilia o pior de dois mundos do futebol português: o das corporações, que tentam proteger os que estão a todo o custo e barrar o caminho aos mais novos, e o da rebaldaria, que permite que se trabalhe sem habilitações e se encene um faz de conta ridículo no banco e na “flash interview”. Mas polémicas à parte, o mérito de Amorim é enorme. E... Leia o resto →