Assobiam para o ar e depois fazem queixinhas

Amanhã, teremos um dia perigoso, com nova manifestação de polícias, cujas organizações sindicais não garantem desta vez – o que lhes fica mal – o controlo de eventuais atos violentos. Ou seja, os agentes pagos pelo Estado para assegurarem a segurança dos cidadãos, tenham embora múltiplas razões de queixa, admitem transformar-se, eles próprios, em causadores de insegurança. Para agravar a situação, no Ministério da Administração Interna, o principal interlocutor dos “revoltosos” enrola-se em considerações vagas e não consegue resolver sequer o drama da falta de equipamentos, viaturas incluídas. Espalhados pelo... Leia o resto →