É tempo de meter Dom Jesé na ordem

Com paciência de santo, Jorge Silas vai reconstruindo a equipa do Sporting, ainda que lhe vá faltando alguma afirmação como líder. Ontem, a propósito da titularidade de Max, lá veio dizer que “nenhum dos guarda-redes é intocável”, conceito que já tinha desenvolvido antes da partida, quando adiantou que só havia “um intocável”, naturalmente Bruno Fernandes. Silas deve ter aprendido a apaparicar esse endeusamento com os sucessivos treinadores de Cristiano Ronaldo, que não tiveram outra opção que não fosse catalogá-lo como o melhor do Mundo e arredores. Tem sido justo para... Leia o resto →