Sérgio Conceição só disse o que queria

Alguém disse, há dias, na CMTV, que Sérgio Conceição “é uma joia de pessoa” e não tenho motivos para não acreditar, até por simpatizar com a maneira de ser frontal do treinador e com a paixão que põe no exercício da profissão. A convicção com que desempenha esse papel, meio técnico e meio adepto, deixa de parte a hipótese de ter criado uma personagem cuja pele despe mal a função termina e as luzes se apagam. Não, o seu comportamento é genuíno. O que me custa a entender é que... Leia o resto →