Só por Ansu Fati vale o massacre dos meninos

Da Sport TV à Eleven Sports e à BTV, a mania tornou-se epidemia: jogador de menos de 20 anos é logo rotulado de “menino” por alguns narradores de serviço, deslumbrados pela sua originalidade, que repetem a graça dezenas de vezes. No último fim de semana foi um massacre. Não tenhamos ilusões: por intragável que seja, a moda veio para ficar. Desde a noite em que no firmamento de estrelas se distinguiu o brilho intenso de Ansu Fati, o guineense que chegou a titular do Barcelona aos 16 anos e 298... Leia o resto →