Duas horas em que não parecia Portugal

A vida muda e esta Supertaça pertenceu a uma nova era. Em 2015, quando o Sporting ganhou o troféu, no lavar dos cestos Jonas e Jorge Jesus trocaram galhardetes, com o brasileiro, irritado pela derrota, a reagir bruscamente à aproximação do responsável pelo seu resgate do desterro de Valência. Quatro anos volvidos e sob a bênção do novíssimo canal 11 – mais um galão nos já revestidos ombros de Fernando Gomes – Bruno Lage e Marcel Keizer desfizeram-se em sorrisos e cumprimentos, também ao contrário do que sucedeu antes da... Leia o resto →