Extraordinário foi o preço de Ricardo Carvalho em 2004: 37 M€

Num tempo em que os valores das transferências ultrapassaram já os 100 milhões de euros, e até os 200 milhões, o valor a pagar pelo Real Madrid por Éder Militão, 50 milhões de euros, parece perfeitamente normal. O que não foi normal para a época foi o preço que o mesmo Real Madrid pagou por Pepe, 30 milhões de euros em 2007, o que corresponderia hoje a 34 milhões. Ou o que o Chelsea gastou, três anos antes, para contratar Ricardo Carvalho: também 30 milhões de euros, que equivalem hoje... Leia o resto →

Se fosse comigo, morria no Besiktas…

Inacreditável a popularidade de Ricardo Quaresma no Besiktas e logo numa época em que as coisas não estão a correr bem para a equipa. O carinho das pessoas não tem preço, se fosse comigo, nunca mais me vinha embora… https://www.record.pt/multimedia/videos/detalhe/quaresma-queria-bater-um-canto-mas-adeptos-do-besiktas-nao-lhe-facilitaram-a-vida

Real Madrid e CR7: confirmação de um divórcio suicida

Na véspera da visita do Atlético de Madrid ao Juventus Stadium, não resisto a centrar-me na louca jornada europeia do meio da semana passada, que nos trouxe a eliminação do Real Madrid e do PSG, da Liga dos Campeões. Um, goleado no Bernabéu pelo novo Ajax, um fenómeno de juventude e qualidade, o outro, derrotado em casa por um Manchester United despojado de muitas das suas estrelas – o mesmo MU cujo plantel, completo que estivesse, não servia para José Mourinho. Mas se dois colossos do futebol europeu ficaram para... Leia o resto →

Grato ao árbitro e ao vídeo-árbitro… e um pouco também ao Codecity FC

O forçado penálti que deu o 1-2 no Bessa ajudou-me a regressar ao terceiro lugar do TotoRecord e a diminuir um pouco o atraso para o duo da frente. Lamentavelmente, perdi uma recuperação maior ao não aplicar o habitual 1-2 no Feirense-FC Porto… Já com o Benfica-Belenenses acabei por perder menos pontos que a concorrência. Enfim, não foi mau de todo. E ficámos assim: BPrata 141 pontos, RSantos 143, APais 153, LSantana 154,  AVale 157, CRodrigues e AVeríssimo 160.

Obrigado, Cristina!

António Costa somou pontos – e intenções de voto – com um desempenho profissional no “Programa da Cristina”, que na terça-feira terminou com mais de um milhão de espectadores. Como é hábito, o primeiro-ministro utilizou a capacidade de ser ou parecer ser genuíno e mostrou-se tão à vontade a responder a questões de política como a preparar a caldeirada – tarefa “improvisada” que estudou ao pormenor, como se percebeu quando não deixou passar uma incomodidade que saltava à vista: os tomates não estavam lavados… Costa aproveitou também eficazmente a presença... Leia o resto →

Belenenses e SAD: veremos agora o que vale a decisão do tribunal superior

Confirmando a decisão da 1.ª instância, o Tribunal da Relação deu razão ao Belenenses no diferendo que opõe o clube à SAD liderada por Rui Pedro Soares. Veremos agora o respeito que a decisão de um tribunal superior merece por parte da Liga, da Federação e da comunicação social, a maior parte da qual continua a ter medo de, ao menos (não vá RPS zangar-se), identificar a equipa da Codecity como Belenenses SAD. Comunicado da direção do Clube de Futebol Os Belenenses. O Clube de Futebol “Os Belenenses” foi hoje... Leia o resto →

Rafa e Samaris já não são pesos mortos

Andava no ar uma nuvem que parecia cinzenta. Com tantos êxitos sucessivos, o mais natural seria que o Benfica baqueasse no Dragão. Mas os deuses gostam pouco de cálculos de probabilidades e o FC Porto perdeu. Ficou tudo dito sobre o jogo e foram tecidas todas as loas a Bruno Lage. Faço, assim, a abordagem por outro lado: admiro o homem pela maneira como recupera jogadores, para mim uma das qualidades mais admiráveis que um treinador pode ter. Porque não basta ir buscar jovens à equipa B, e ter sucesso... Leia o resto →

Bruno Lage, o flautista da Luz

Foi uma semana não direi de punhos de renda mas de alguma sensibilidade cívica, manchada apenas pela ação dos grunhos que apedrejaram a camioneta dos encarnados ou dos ativistas noturnos que terão lançado uns foguetaços junto ao hotel onde pernoitou o Benfica. É uma espécie de lepra sem cor da qual dificilmente nos livraremos enquanto o Estado, as escolas e as famílias se mantiverem unidos no confortozinho suicida de fechar os olhos à realidade. Mas indo aos que contam no futebol, a verdade é que os dirigentes falaram pouco –... Leia o resto →

« Entradas mais antigas Posts mais recentes »

 
Back to top