Pedro e Rui: não se lhes ouve uma ideia

A campanha para a liderança do PSD está a ser marcada por pormenores folclóricos e não se ouve aos candidatos uma ideia para o País, não se lhes conhece um projeto de rutura ou algo de inovador. Tenho pena que Pedro Santana Lopes, de quem gosto, optasse por esta tentativa de renascimento político nas atuais circunstâncias, favoráveis a António Costa e à nova geração que se lhe seguirá. Como Rio, Santana pensa que basta aparecer, utilizar o seu poder de comunicação e dizer: “Eu estou aqui e sou maravilhoso”. Em... Leia o resto →

Só good news para António Costa

Na segunda-feira em que escrevo esta coluna prevê-se para quarta o anúncio da candidatura de Rui Rio à presidência do PSD e aguarda-se que Pedro Santana Lopes avance igualmente para o duelo grisalho de punhos de renda. Paulo Rangel, que após a bênção de Passos Coelho mais facilmente conquistaria o aparelho e poderia mandar, retirou-se antes de se apresentar, e Luís Montenegro, que se afastou da liderança parlamentar com a precisão de um relógio suíço, optou por intervir por fora. Duplo de Passos, este não é o seu tempo. São... Leia o resto →

O espectáculo medinático das obras em Lisboa

A capital já está caótica em matéria de trânsito e ainda não se iniciaram algumas das obras previstas para estes últimos 16 meses do (meio) mandato de Fernando Medina, em particular as da Segunda Circular, esse pesadelo que muitos temem que não tenha fim. Infelizmente, muitas freguesias alfacinhas, por falta do dinheiro que parece sobrar a Medina ou por simples incompetência dão de Lisboa a imagem de uma cidade suja e descuidada, esburacada, onde é difícil circular e estacionar, e que nem para servir os turistas mostra talento. Exemplo: temos... Leia o resto →

Costa marca pontos com decisão sobre Santana

As imagens de Cavaco Silva e do primeiro-ministro, de costas, a contemplar o Atlântico, em São Julião, por ocasião do Conselho de Ministros sobre o mar para o qual António Costa convidou o Presidente, fazem mais pela popularidade do líder do Governo do que a diminuição dos impostos que afinal aumentaram ou o agravamento dos impostos que terão diminuído – seja lá como eles quiserem. Mas a arte da sobrevivência política de Costa teve esta semana outro ponto alto: a recondução de Pedro Santana Lopes como provedor da Santa Casa... Leia o resto →

Hoje é Sábado – Enfermaria laranja

Ora aí temos as eleições no PSD para ficarmos enfim a saber quem vai ser o próximo bombo da festa. Os que acharem que a comunicação social tem sido particularmente agressiva com José Sócrates e já se esqueceram de como se deu o fuzilamento de Pedro Santana Lopes que se preparem. Ora, ora, pensarão, nós que já sugerimos que o primeiro-ministro era homossexual, que não pode considerar-se engenheiro, que comprou o curso, que houve vigarice na compra do seu apartamento, que foi ele quem executou aqueles horrorosos projectos de casas,... Leia o resto →

Elevador da Glória (3)

A subir Manuel AlegreUm ano antes, com a juventude das suas quase 74 primaveras, o poeta que quer ser Presidente diz-se disponível para o combate. O problema maior vai estar na fatura de 2006 que os soaristas não deixarão de lhe apresentar. Pedro Passos CoelhoFaltará alguma consistência ao seu discurso e não será condescendente com ele a fina-flor espúria do PSD. Acontece é que tem vontade e mãos limpas, dá a cara e fala claro. Pode ser de mais para o que se propõe. Pedro Santana LopesFoi finalmente condecorado pelo Presidente da República,... Leia o resto →

 
Back to top