Os mais charmosos de Lisboa… de há 30 anos

Nos anos 80, as discotecas investiam muito na animação, tentando captar clientes ou mantê-los. E não havendo TV privada, jornais e revistas eram essenciais na promoção dos eventos, particularmente aqueles títulos, poucos, que escalavam jornalistas para cobrir o social – a informação dita cor de rosa, então já próspera na imprensa espanhola, tinha por cá na Nova Gente, semanal, e na Élan, mensal, os veículos mais interessados no fenómeno. Um dos profissionais que se destacavam no sector era Luís Fernandes, o relações-públicas – hoje seria diretor de marketing… – do... Leia o resto →

Passaram 14 anos: é tempo de partir

Com esta crónica, chegam ao fim 14 anos de escrita semanal na Sábado, sendo quatro de edição de Parece que foi ontem, 200 evocações de pequenos episódios, boa parte deles – como é o caso do último, aqui ao lado (ao lado na revista, no site será no post seguinte) – tendo-me como discreto protagonista. Mantive reserva sobre os derradeiros 15 anos, pus de lado histórias antigas de menor dignidade, evitei recordações tristes e tentei não ser injusto. Optei por citar pessoas pela positiva e por não me entregar a acertos... Leia o resto →

Claudia Cardinale fez 80 anos: ícone um dia, ícone para sempre

Há meio século, os cinéfilos inveterados como eu pensavam que o Mundo giraria devagar e que os grandes nomes do cinema fariam para sempre parte do nosso quotidiano. Há dias, na passagem dos 80 anos de Claudia Cardinale, musa das décadas de 60 e 70, recordei esse equívoco quando comentei o evento com alguma emoção – 80? Já?! – e a minha filha adolescente, que segue as notícias e se interessa por conhecer todos os intervenientes, me perguntou: “Quem é essa?” É certo que a inexorável marcha do tempo, que... Leia o resto →

Sabia que Guterres quis dar um salário ao amigo Marcelo?

Tanto a propósito da candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa à Presidência da República, em 2015 – e do desinteresse de António Guterres por essa disputa – como, no ano seguinte, com a do ex-primeiro-ministro a secretário-geral das Nações Unidas, entusiasticamente apoiada por Marcelo, muito festejada foi, nos média portugueses, a velha amizade que une os dois políticos desde o tempo de adolescência. Mas nem tudo a pesca no Google traz à rede, pelo que, passados 20 anos sobre um caso esquecido, aqui venho recordar uma pequena e amiga ternura de Guterres.... Leia o resto →

Nasceu há 20 anos o jornal que mudou os outros jornais

A 5 de maio de 1998 foi lançado, perante grande expetativa, o diário 24horas, que duas décadas depois podemos considerar que mudou o paradigma da imprensa portuguesa. Desde logo porque custar 100 escudos, o que obrigou os outros diários – primeiro o Diário de Notícias e por último o Correio da Manhã – a baixarem os preços de capa, para 100 escudos. E a seguir porque se assumiu como tablóide – um termo horroroso para os faróis da deontologia – e explorou o noticiário cor de rosa, forçando também, nesse... Leia o resto →

Caixa Geral de Depósitos: os milhões e os trocos

A Relação acaba de dar razão aos funcionários da Caixa Geral de Depósitos que reclamaram do facto de lhes ter sido cortado um mês de subsídio de refeição. Não, não se tratou de uma ação de poupança absurda da administração do banco, antes da aplicação de uma norma seguida por todas as empresas: quando está de férias, o trabalhador não recebe subsídio de alimentação. Por muito óbvio que possa parecer, na CGD não era assim, o dinheiro jorrava e pagavam-se os almoços durante os 12 meses. E agora, por decisão... Leia o resto →

Igrejas Caeiro não merecia isto

“Não é verdade que não tinha nada, eu tinha o rádio ligado” – Marilyn Monroe, mito do cinema, 1926-1962 Bem antes do 25 de abril, subi no meu Fiat 600 ao Alto do Lagoal, em Caxias, para ver onde morava Francisco Igrejas Caeiro, de que só conhecia a fama – e que silêncio, que vista sobre o Tejo, que casa, que sítio fabuloso! Estava então longe de imaginar que visitaria um dia a moradia – projetada pelo arquiteto Keil do Amaral – e o proprietário. Isso aconteceria largos anos depois,... Leia o resto →

O homem que não resistia a subsídios

Há pessoas com tendência para fazer inimigos e pagar pela irritação coletiva. É o caso de Feliciano Barreiras Duarte, ex-secretário-geral do PSD, acusado de ter melhorado o seu currículo académico, e atingido de novo, antes de poder recuperar do primeiro tiro, por supostamente ter recebido, largos anos atrás, como deputado, um subsídio de residência a que não teria direito. Integrante do núcleo duro de Rui Rio, líder político que se tem distinguido pela defesa de princípios, Barreiras Duarte teve de se demitir. Sorte dele porque os inimigos, de dentro e... Leia o resto →

Feliciano Barreiras Duarte: humano e imperfeito

O caso de Feliciano Barreiras Duarte, exageradamente alvo de troça, como se o protagonista tivesse feito mais ou pior do que outros que por aí andam, apaparicados com salamaleques, é em muitos aspetos semelhante à tentativa de assassínio político de que foi alvo, há uma década, Ribau Esteves, outro ex-secretário-geral do PSD. As redes sociais ainda não tinham a projeção de hoje mas nos media – e nos programas de graçolas – se a Luís Filipe Menezes não se dava descanso, Ribau Esteves era o clown. Enganámo-nos na porta. Em... Leia o resto →

Aurélio Pereira: o formador de campeões que recusa protagonismo

Cristiano Ronaldo, Futre, Figo, Nani e Quaresma são apenas os nomes maiores dos excelentes futebolistas que devem a Aurélio Pereira terem encontrado o caminho para o êxito na profissão e na vida. Porque o responsável pelo departamento de Prospeção e Recrutamento do Sporting tem tido a capacidade de ser, em simultâneo, descobridor de talentos, fazedor de campeões e formador de homens. Há dias, por proposta da Federação Portuguesa de Futebol, a UEFA atribuiu ao técnico a Ordem de Mérito pelo seu contributo – de quase 50 anos! – para o... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top