Os amigos do chefe Costa

Ao lado das 777 mil visualizações da entrevista “intimista” que lhe fez Cristina Ferreira – há quatro meses, para a TVI – a passagem de António Costa pelo último “5 para a Meia-Noite”, da RTP, foi um fracasso: ontem, os seis vídeos publicados no youtube não alcançavam, juntos, 180 mil visualizações. Se este número reflete a baixa popularidade da estação oficial, a verdade é que o público já não se deixa enganar. Filomena Cautela e Inês Lopes Gonçalves – excelentes na conversa faz de conta com Jorge Jesus – deram... Leia o resto →

A pobreza das marchas populares na RTP

Foi o quarto programa mais visto de terça-feira, com 758 mil telespectadores – à frente de “Secret Story”, da TVI – e o segundo em “share”, a seguir à novela “A herdeira”, também da TVI. A transmissão das marchas populares deu à RTP um pico do “glamour” que há tanto tempo se foi. Um dos motivos dessa perda esteve, aliás, patente na noite de Sto. António, com a forma pouco imaginativa, para não dizer desleixada, como o canal acompanhou o desfile. No início de cada apresentação, um grafismo “naif” apontava... Leia o resto →

Mendes & Mendes: a firma da semana

Fiéis à cultura do ódio com que tentam esquecer as frustrações, alguns gremlins das redes sociais (outros dedicam-se mais à inveja cor de rosa) criticaram agora Jorge Mendes por ganhar milhões de euros e ter oferecido uma casa de poucos milhares a uma família vítima dos incêndios de 2017. Em vez de se focarem nos muitos milionários que não dão um cêntimo a ninguém, os imbecis internautas preferem denegrir quem é generoso e dá o que entende, e não o que eles dizem que dariam se o dinheiro fosse deles... Leia o resto →

Mais 10 milhões para a RTP: o pagode continua a pagar

Trata-se de um filme antigo, um filme sem fim: mais 10 milhões de euros dos impostos dos portugueses vão a caminho da RTP, para com eles se taparem os novos buracos da enviesada gestão de sempre. Como a estação oficial tem uma função de serviço público – que raramente cumpre, aliás – tudo lhe é permitido. Desde logo, não necessita de competir no “campeonato das audiências” e afunda-se a cada dia na tabela porque tanto lhe faz ter mais como menos publicidade. O que faltar, o pagode paga. Pode também... Leia o resto →

O regresso de Fernando Mendes e Miguel Vital

Em março de 2017, a novidade que foi o “Apanha se puderes”, da TVI, entrou de imediato no “top 5” dos programas mais vistos, com audiências médias superiores a um milhão de telespectadores e o “share” a rondar os 30%. Esse êxito levou à queda de “O preço certo”, da RTP, transmitido no mesmo horário, que manteve apenas cerca de meio milhão de fiéis – abaixo de metade do concorrente. Na altura, vaticinei o rápido regresso à ribalta do concurso da estação oficial, uma previsão errada que também aqui tive... Leia o resto →

Cada pessoa tem a sua época

Num destes dias, ao ver a psicóloga Teresa Paula Marques num debate na televisão, lembrei-me, por um lado do seu trabalho numa série que produzi para a RTP, em 1995 – A minha vida dava um filme, a que já aqui fiz referência em 2011, a propósito de uma entrevista de vida a Isabel Wolmar – e por outro da apresentadora do programa, uma mulher da velha guarda da estação oficial, que vivia, ela própria, num dilema frequente no seu escalão etário – ela tinha 62 anos. Dizia então Isabel... Leia o resto →

Anormais de agosto

A imagem da semana que retenho é a de um ex-primeiro-ministro a empurrar uma cadeira de rodas com a mesma determinação e capacidade de enfrentar momentos difíceis com que durante quatro anos conduziu os destinos do país – seja qual for o nosso julgamento individual sobre a dimensão dos seus méritos e deméritos. Uma imagem, aliás, que não foi poupada – nem essa – aos comentários escabrosos dos energúmenos à solta nas redes sociais, que por minutos mudaram o foco do que achavam de facto mais relevante: a foto de... Leia o resto →

O Gordo afunda-se e a RTP nada faz

Enganei-me. Escrevi aqui a 18 de março que um mês depois as audiências de “Apanha se puderes”, da TVI, não seriam tão boas como no início do programa. A verdade é que o concurso apresentado por Cristina Ferreira supera já em mais de 400 mil (!) espectadores “O preço certo”, e mesmo que Fernando Mendes e companhia consigam recuperar do KO dificilmente voltarão a liderar naquele horário – como vaticinei também, se calhar para me espalhar outra vez. É a vida. “Apanha se puderes” não é um êxito apenas pela... Leia o resto →

Lebre Cristina e Tartaruga Mendes

Apetecia-me hoje destacar o 4.º aniversário da CMTV, que ainda esta quinta-feira registou o dobro das audiências da TVI24 e deixou a SIC Notícias a um ponto – 2,8 por cento de share “contra” 1,8 – mas não quero abusar da paciência do leitor ao vincar os méritos da nossa estação. A realidade fala por si. Opto por outro êxito, o de “Apanha se puderes”, lançado na segunda-feira, dia em que atingiu 25,9% de share, e que na quinta chegou a 28,9%, marcas que ultrapassaram os 20 ou 22% de... Leia o resto →

RTP: seis décadas de aventura e pioneirismo

Com uma produção modesta e a participação especial de um presidente com escassa capacidade de comunicação – ai aquelas mãos esvoaçantes! – a RTP assinalou os seus 60 anos transmitindo um clássico: o Festival da Canção. Estando já tudo dito sobre a efeméride, dedico estas linhas aos cabouqueiros da estação, hoje quase só recordados, ao acaso, na RTP Memória ou, a sério, no Inesquecível do enorme e eterno Júlio Isidro. Recordo a minha irritação de anos, antes da chegada dos canais privados, com o peito inchado de alguns pavões da... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top