Até sempre, Iker! Já temos saudades tuas

Quem nos diria que o remate enrolado de um tal Ronan, que bateu em Alex Telles e “sobrevoou” Casillas – na sequência de uma improvável perdida de bola de Danilo e de um corte frustrado de Felipe – resultaria no último golo (sofrido) da carreira de um ícone do Real Madrid e do FC Porto? É a vida, essa eterna caixinha de surpresas. É verdade que não existe uma decisão definitiva e que se compreende que médicos do portismo, como Nélson Puga ou Domingos Gomes, admitam a hipótese de Iker... Leia o resto →

A cena com o FC Porto em Vila do Conde foi medonha

O exagero na vassalagem aos adeptos, a quem tudo se foi permitindo, iniciou o percurso sinuoso que conduziu à estupidez de Alcochete. Em Vila do Conde, na habitual saudação de final de jogo, a cena de jogadores e técnicos do FC Porto, à frente da bancada, a serem insultados, ameaçados e humilhados pela turba ensandecida, foi medonha. Herrera, Militão e outros devem estar a contar os dias que lhes faltam para se verem livres daquele pesadelo… Fernando Madureira pode ter na mão a chave do dilema. Ou segue a loucura... Leia o resto →

Que grande carreira, Bruno Alves!

Olhou para o guarda-redes, calculou a trajetória, respirou fundo, deu dois ou três passos e rematou com o talento dos predestinados. O estádio ergueu-se em delírio, o Parma empatava, aos 87 minutos, a partida com o Mílan, que parecia perdida. O autor da proeza foi o capitão de equipa, campeão da Europa, comendador e “globetrotter” do futebol: jogou na Grécia, na Rússia, na Turquia e na Escócia, além, claro, de Portugal e de Itália. Quase 130 vezes internacional, sendo 96 na Seleção A, injustamente de fora das últimas convocatórias de... Leia o resto →

Duzentos milhões? Tudo é possível no manicómio

Ontem, em manchete, a “Marca” dava por certa a escolha de Zidane para o ataque do Real Madrid na próxima época: o sérvio Luka Jović, de 21 anos, que o Benfica emprestou em 2017 ao Eintracht, com opção de compra. É evidente que na decisão merengue terá pesado, por um lado a experiência do jogador – 64 (!) vezes internacional por todas as seleções, dos sub-16 à principal, e o seu rendimento na exigente liga alemã – e por outro o preço que os germânicos terão fixado pelo passe: 70... Leia o resto →

O Sp. Braga pode não ser o ideal para Jorge Jesus

Jorge Jesus não pode estar de férias sem que se tente adivinhar o seu futuro profissional. A Inglaterra parece levar vantagem e com alguma lógica. Afinal, com um show próprio, JJ constituiria, lá como cá, um espectáculo dentro do espectáculo. Mas Portugal será sempre o país mais próximo do Solar dos Presuntos e da vida de que Jesus verdadeiramente gosta, pelo que temos de valorizar a possibilidade de ele não querer emigrar. Nos grandes, a coisa segue complicada. Bruno Lage terá justificado já o direito a programar a próxima época,... Leia o resto →

A modesta exibição do Benfica significa o quê?

Ali pela hora de jogo, com o Tondela empenhado no contra-ataque e a fazer a vida negra ao Benfica, compreendi que um rasgo de Tomané – já improvável, pois estava no limite e saiu de seguida – ou uma cavalgada do venezuelano Jhon Murillo – um ex-benfiquista que ainda há uma semana pusera a pão e água a defesa da Argentina – poderiam provocar um escândalo na Luz. Como ia acontecendo, aliás, na jogada do golo invalidado. Seria injusto? Ora, no futebol não há justiça e o Benfica pôs-se a... Leia o resto →

Que não se repitam hoje os erros de sexta-feira!

O esgoto das redes sociais agitou-se com o empate de sexta-feira da Seleção e prepara-se para nova descarga intestinal esta noite, se lho permitirem. Não creio que isso aconteça. A exibição frente à Ucrânia foi, de facto, dececionante. E se não faltou empenho, transbordou sobranceria: mais minuto, menos minuto, a bola acabaria por entrar. O excesso de confiança, velha pecha das grandes equipas, tem vindo a ser cultivado por profissionais da escrita e comentadores de TV fiéis ao politicamente correto, que incensam os jogadores como se deles dependesse a vida.... Leia o resto →

E se fosse possível juntar o talento de Messi e a cabeça de Cristiano?

Se soubesse que mais depressa acontecia, mais cedo teria falado… Estou a brincar, obviamente, mas a verdade é que contra o meu prognóstico sombrio de há oito dias, Cristiano Ronaldo voltou a fazer história com uma nova exibição de qualidade inatingível por qualquer futebolista. Sim, nem por Messi, que tem um talento futebolístico só ao nível de Pelé e de Maradona – concordo com Fabio Capello – mas que não supera em força mental, capacidade de jogar sob pressão e multiplicidade de recursos o madeirense. Um é indiscutivelmente um génio,... Leia o resto →

Real Madrid e CR7: confirmação de um divórcio suicida

Na véspera da visita do Atlético de Madrid ao Juventus Stadium, não resisto a centrar-me na louca jornada europeia do meio da semana passada, que nos trouxe a eliminação do Real Madrid e do PSG, da Liga dos Campeões. Um, goleado no Bernabéu pelo novo Ajax, um fenómeno de juventude e qualidade, o outro, derrotado em casa por um Manchester United despojado de muitas das suas estrelas – o mesmo MU cujo plantel, completo que estivesse, não servia para José Mourinho. Mas se dois colossos do futebol europeu ficaram para... Leia o resto →

Rafa e Samaris já não são pesos mortos

Andava no ar uma nuvem que parecia cinzenta. Com tantos êxitos sucessivos, o mais natural seria que o Benfica baqueasse no Dragão. Mas os deuses gostam pouco de cálculos de probabilidades e o FC Porto perdeu. Ficou tudo dito sobre o jogo e foram tecidas todas as loas a Bruno Lage. Faço, assim, a abordagem por outro lado: admiro o homem pela maneira como recupera jogadores, para mim uma das qualidades mais admiráveis que um treinador pode ter. Porque não basta ir buscar jovens à equipa B, e ter sucesso... Leia o resto →

« Entradas mais antigas Posts mais recentes »

 
Back to top