Chegou o dia, PSP: era tempo!

Desde o jogo com os holandeses no Estádio da Luz, que o vídeo corre Mundo através das redes sociais: sentado, de cachecol ao pescoço e copo de cerveja na mão, um adepto do Ajax é violentamente agredido, à bastonada, por um elemento da polícia de choque. Para um país que depende tanto do turismo, calcula-se o prejuízo dessa ação insensata e desproporcionada. Sou insuspeito para o reparo porque entre a lei e a baderna defendo sem hesitar a autoridade do Estado e os que têm o dever de a impor.... Leia o resto →

O Estado é um deserto na hora de fazer cumprir as leis

Notícias davam como sendo sete os feridos, outras referiam nove, mas os repórteres dos vários canais souberam que houve quem aparecesse mais tarde nos hospitais a fazer os curativos, alegando ter caído na escada, ou que meteu o mercurocromo e as ligaduras em casa com receio de ser acusado de participar num crime. As corridas ilegais com viaturas modificadas são um evento habitual aos domingos à noite em Ribeirão, Famalicão, pelo que o acidente provocado por uma jovem de 17 anos, sem carta de condução – e que só por... Leia o resto →

É preciso muito estômago para ser polícia

Referi aqui, há uma semana, a absolvição da mulher que insultou agentes da PSP que o próprio tribunal reconheceu terem sido “ofendidos”. Há que ter em conta, é certo, a cultura de “brandos costumes” que leva a que os nossos polícias não recorram a métodos drásticos como os dos norte-americanos, que algemam os presumíveis delinquentes mal os abordam. Ou como os dos brasileiros – que podemos seguir na Netflix, na inquietante série “P.O.L.Í.C.I.A” – que saem das viaturas com pistolas e metralhadoras prontas a disparar. Mas nem oito, nem 80,... Leia o resto →

Rigor só para os polícias

Numa rede social, alguém escreveu há dias: “A PSP manda parar um carro onde segue um casal. O condutor põe-se em fuga e atropela um agente. Como a viatura era idêntica à utilizada por um gang, fortemente armado, são disparados tiros pelos polícias. A ocupante do carro morre. Os agentes são constituídos arguidos. O condutor que tudo provocou, já referenciado por outros crimes, sai em liberdade com termo de identidade e residência. Sem comentários.” Recordo este post ao ver na TV uma reportagem em que se carrega na desproporção da... Leia o resto →

A polícia já anda de comboio

Desgastado pelo verão horrível e pelas imparáveis sequelas do roubo de armas em Tancos, o Governo “estacionou” nos 40 por cento nas sondagens quando devia estar já no limiar da maioria absoluta. É certo que a agressividade de Passos Coelho – que todos os dias encontra forma de criticar António Costa – e a boa campanha de Assunção Cristas na corrida à câmara da capital também não têm facilitado a vida ao PS. Mas o que falha demasiado no Executivo é a estratégia de propaganda – em que tem muita... Leia o resto →

Muito gosta a PSP de afastar os repórteres!

Há 15 anos, após o assassínio de um agente da PSP, fiz uma manchete no diário “24horas” de que nunca me arrependi, apesar de ter pisado deontologicamente o risco. Mas foi a maneira de acompanhar a indignação geral e apoiar aqueles que arriscam a vida para defender a tranquilidade dos cidadãos. E não é por acaso que o “Correio da Manhã” ergue alto essa bandeira, que sendo a das pessoas de bem deve orgulhar igualmente os jornalistas na sua cruzada contra o crime e os criminosos. Dito isto, custa-me verificar... Leia o resto →

Superintendente da PSP merecia um louvor e não a demissão

Tivessem os participantes da “manif” dos polícias entrado mesmo na Assembleia da República que a estas horas não seria só o diretor nacional da PSP a demitir-se mas o próprio Governo, que depois de ter escapado à humilhação vem agora armar-se em virgem ofendida. Não por acaso, existe quem compare o incomparável: a atuação das forças de choque nesta quinta-feira com outra, de há poucos meses, em que baderneiros aproveitaram o final do protesto da CGTP para apedrejar os agentes, levando a cenas de violência inevitáveis. A transmissão televisiva foi... Leia o resto →

 
Back to top