Rigor só para os polícias

Numa rede social, alguém escreveu há dias: “A PSP manda parar um carro onde segue um casal. O condutor põe-se em fuga e atropela um agente. Como a viatura era idêntica à utilizada por um gang, fortemente armado, são disparados tiros pelos polícias. A ocupante do carro morre. Os agentes são constituídos arguidos. O condutor que tudo provocou, já referenciado por outros crimes, sai em liberdade com termo de identidade e residência. Sem comentários.” Recordo este post ao ver na TV uma reportagem em que se carrega na desproporção da... Leia o resto →

A polícia já anda de comboio

Desgastado pelo verão horrível e pelas imparáveis sequelas do roubo de armas em Tancos, o Governo “estacionou” nos 40 por cento nas sondagens quando devia estar já no limiar da maioria absoluta. É certo que a agressividade de Passos Coelho – que todos os dias encontra forma de criticar António Costa – e a boa campanha de Assunção Cristas na corrida à câmara da capital também não têm facilitado a vida ao PS. Mas o que falha demasiado no Executivo é a estratégia de propaganda – em que tem muita... Leia o resto →

Muito gosta a PSP de afastar os repórteres!

Há 15 anos, após o assassínio de um agente da PSP, fiz uma manchete no diário “24horas” de que nunca me arrependi, apesar de ter pisado deontologicamente o risco. Mas foi a maneira de acompanhar a indignação geral e apoiar aqueles que arriscam a vida para defender a tranquilidade dos cidadãos. E não é por acaso que o “Correio da Manhã” ergue alto essa bandeira, que sendo a das pessoas de bem deve orgulhar igualmente os jornalistas na sua cruzada contra o crime e os criminosos. Dito isto, custa-me verificar... Leia o resto →

Superintendente da PSP merecia um louvor e não a demissão

Tivessem os participantes da “manif” dos polícias entrado mesmo na Assembleia da República que a estas horas não seria só o diretor nacional da PSP a demitir-se mas o próprio Governo, que depois de ter escapado à humilhação vem agora armar-se em virgem ofendida. Não por acaso, existe quem compare o incomparável: a atuação das forças de choque nesta quinta-feira com outra, de há poucos meses, em que baderneiros aproveitaram o final do protesto da CGTP para apedrejar os agentes, levando a cenas de violência inevitáveis. A transmissão televisiva foi... Leia o resto →

 
Back to top