Coragem e competência em Camp Nou

Pois é, o Barcelona tem a melhor equipa e o maior jogador do Mundo, mas luta contra um problema clássico, velho como o futebol: há sempre um dia quem jogue mais, quem, em 90 minutos – ontem, outra vez hoje e de novo amanhã, ou depois, numa altura qualquer –, consiga ser melhor. A partida de Camp Nou tinha tudo para assustar madridistas medrosos. Desvantagem na eliminatória, uma diferença “desmoralizadora” na liga – que não mata mas mói –, Casillas, Pepe, Marcelo e Benzema lesionados, em recuperação física ou fora... Leia o resto →

Uma década na direção de Record

  Há precisamente 10 anos, o meu nome saiu pela primeira vez no cabeçalho de Record. Não é ainda tempo de balanços: de reconhecer os erros que cometi ou de assinalar os êxitos para que dei, a uma equipa de competências, o meu contributo – desde o maior número de leitores de sempre ao EBITDA mais robusto da história do Record. Por isso, assinalo a data com quatro simples homenagens. 1. Aos compradores do jornal, aos assinantes, e às marcas e clientes que têm reconhecido o mérito do nosso trabalho; 2. Aos... Leia o resto →

Em defesa dos árbitros

Enquanto andar por aqui defenderei sempre os árbitros, a sua honestidade e o seu direito ao bom nome, e criticarei, quando for caso disso, não os homens mas os seus desempenhos dentro do campo. Desde logo, por uma questão ética, depois pela simples relativização das coisas: já escrevi muito disparate, tomei demasiadas decisões erradas, enganei-me vezes sem conta. E não me demiti por isso, procurei apenas corrigir o que fiz mal. Em 60 anos a ver futebol e 50 a dar pontapés na bola, vi grandes arbitragens e verdadeiros desastres,... Leia o resto →

Godinho Lopes: um homem só

Godinho Lopes está cercado. Faça o que fizer, cai-lhe tudo em cima. Até a escolha de uma figura consensual como a de Jesualdo Ferreira para ocupar um lugar que só pode ser desempenhado por quem saiba muito – de futebol, de organização e de manhas –, faz com que pululem como cogumelos críticas atrás de críticas. Dir-me-ão: com o Sporting no estado em que está, já ninguém consegue acreditar em nada. Compreende-se. A questão é que essa tem sido a vida de Godinho Lopes desde o dia da sua eleição.... Leia o resto →

Nota 100 para Rui Dias

  O lançamento de “Os 100 magníficos – os melhores de sempre do futebol português”, que decorreu há dias no Espaço 10, de Rui Costa, proporcionou uma reunião de notáveis do desporto-rei ao nível da magnífica obra que o meu camarada Rui Dias assinou. E só não considero que o evento e o próprio livro constituam o zénite da carreira de um dos grandes jornalistas portugueses porque o Rui está, e estará por muitos anos, em plena idade de ouro, pelo que dele receberão ainda os leitores muitos e muitos... Leia o resto →

Elias valerá o que custa?

 Para se saber se os  jogadores são caros ou baratos começa-se por verificar que resultados obtêm ou, melhor dito, que resultados conseguem os clubes graças à sua “performance”. É o caso de Elias. Diz-se que ganha muito e que passa demasiado tempo fora de forma. Enfim, ganha o que está no contrato, não apontou uma arma a ninguém. E as quebras de rendimento têm igualmente um histórico, não foram uma surpresa para o Sporting. Anteontem, Elias teve talvez a sua melhor oportunidade de arrasar os críticos, quando, aos 54 minutos,... Leia o resto →

Guilherme Espírito Santo sempre ligado a Record

Foi ontem a enterrar Guilherme Espírito Santo, um dos mais ecléticos e extraordinários atletas portugueses de todos os tempos. O seu nome ficará para sempre ligado a este jornal, já que surgiu na 1.ª página do n.º 1 de Record, precisamente 63 anos antes da sua morte. Uma foto do grande desportista, a assinar autógrafos a jovens admiradores, abria então a entrevista do diretor e fundador, Fernando Ferreira. E aqui o tivemos de novo, na edição do 60.º aniversário do jornal, a receber o Record de Ouro e a passar... Leia o resto →

Foi “à Benfica”

Na Luz, cheirou às grandes noites europeias. O resultado final pode ter ficado aquém do que merecia a qualidade do futebol desenvolvido pelo Benfica, mas como o que contava eram os 3 pontos – para chegar aos 7 e ultrapassar o Celtic – o objetivo cumpriu-se. Jesus surpreendeu com André Almeida no onze titular, mas a verdade é que a atitude do antigo jogador do Belenenses, que manteve em campo o ritmo intenso e a generosidade total que são imagens de marca de Maxi, foi a mesma de todos os... Leia o resto →

Pedro Henriques tem enorme qualidade como comentador

Escrevi, há um ou dois meses, na coluna sobre televisão que assino no “Correio da Manhã”, que a qualidade do comentário desportivo nos canais de TV está praticamente entregue a nomes consagrados, existindo pouco sangue novo especializado na análise dos jogos de futebol. Continuo a pensar da mesma forma, embora haja, evidentemente, comentadores mais novos com capacidade para nos ajudarem a entender o fenómeno futebolístico. São é menos do que se desejaria e bastante menos do que eu gostaria, pois não considero que a antiguidade seja um posto. Ou se sabe... Leia o resto →

Record e Benfica retomam relações

Record e Benfica enterram hoje um “machado de guerra”, inútil e incompreensível, que a ambos prejudicava, particularmente em tempos em que sobram prejuízos. O Benfica aceitou retirar os processos judiciais que instaurara ao nosso jornal e nós fizemos o que nos competia: pedimos desculpa por termos publicado, embora de boa fé, notícias cujos factos subjacentes não tinham fundamento.  Desde que cheguei aqui, nunca mais este jornal deixou de reconhecer os seus erros e de assumir as suas responsabilidades. Voltou a acontecer agora, com um incentivo relevante: o Benfica deu igualmente... Leia o resto →

« Entradas mais antigas Posts mais recentes »

 
Back to top