As primas donas de Madrid

Mesmo que conquiste a próxima Taça do Rei, o seu quarto título em três épocas, poderá dizer-se que José Mourinho falhou no Real Madrid? Sim e não.  Para os seus detratores, o técnico português falhará sempre, esteja onde estiver, ainda que conquiste três títulos numa única temporada – como aconteceu no Inter e no FC Porto (por duas vezes). À luz dos conceitos dessa gente, ou à falta deles, a resposta é, portanto, sim. Levando em linha de conta que não ganhou La Décima, e se ficou por três meias-finais consecutivas na... Leia o resto →

O Bernabéu ainda há-de chorar

O ódio ao sucesso dos portugueses em Madrid só não se abate sobre Cristiano Ronaldo porque o seu rendimento é inquestionável e porque se o chateassem muito bateria as asas – ninguém pode, verdadeiramente, obrigar um futebolista que não quer jogar por um clube, a fazê-lo. Pepe foi considerado “indigno” de vestir a camisola do Real, Fábio Coentrão um verdadeiro “barrete”, Ricardo Carvalho um jogador “acabado”. Agora, ontem mesmo, um colunista espanhol escreveu que José Mourinho é “un chulo”.  Como se um técnico que ganhou uma liga, uma taça e... Leia o resto →

Só um milagre salvará o Real

Depois de não ter conseguido vencer o Borussia na fase de grupos, e de ter seguramente sorrido ao ver, na véspera, o Bayern aplicar “chapa 4” à que já foi, e não é seguro que não volte a ser a melhor equipa do Mundo, o Barcelona, esperava-se – esperava eu, pelo menos – um Real Madrid diferente em Dortmund. Diferente em que sentido? Desde logo, na velocidade, na pressão sobre a bola. E na postura: milionários de fato de macaco, como se impunha. Depois, nomeadamente na segunda parte – após... Leia o resto →

Coragem e competência em Camp Nou

Pois é, o Barcelona tem a melhor equipa e o maior jogador do Mundo, mas luta contra um problema clássico, velho como o futebol: há sempre um dia quem jogue mais, quem, em 90 minutos – ontem, outra vez hoje e de novo amanhã, ou depois, numa altura qualquer –, consiga ser melhor. A partida de Camp Nou tinha tudo para assustar madridistas medrosos. Desvantagem na eliminatória, uma diferença “desmoralizadora” na liga – que não mata mas mói –, Casillas, Pepe, Marcelo e Benzema lesionados, em recuperação física ou fora... Leia o resto →

Crónicas da Sabado: rendido à evidência – 1

1. Rara é a crónica em que o tema da semana não me obriga a abrir o armário das recordações. Não é que me importe, afinal o tempo decorreu e, já que envelheci, pois que a memória me ajude a enfrentar problemas, encontrar respostas e compreender melhor a natureza humana. Sobre inquisições poderia escrever aqui umas dezenas de textos, baseando-me apenas no que vivi, como torturado ou como torturador. Mas esse seria mais um regresso ao passado, talvez o único que não farei, uma vez que teria de trazer até à... Leia o resto →

Mourinho, talento e estrela

  Ainda não recuperei a forma física depois do esgotante Real-Barça da passada quarta-feira. Só de ver, cansei-me, e isto agora para recuperar já não é o que era. Antes do superclássico, apesar do prognóstico interno de 1-1 – um resultado que, curiosamente, pode ser “cheirado” por quem anda há muitos anos nisto e não me perguntem porquê – temia o pior para os merengues. Com cinco titulares a menos, meia equipa, e quatro deles na defesa, não via como poderia a “posta restante” aguentar os diabos blaugranas. Mas Mourinho... Leia o resto →

Mourinho marcado

O diário “Marca” segue na sua implacável cruzada contra José Mourinho. Não me parece nada de mais. O técnico e a sua gente blindaram a informação e a “Marca” teve de criar os seus próprios canais, sujeitando-se, por sua vez, aos interesses – por vezes nada bondosos – das fontes. O diário “Marca” segue na sua implacável cruzada contra José Mourinho. Não me parece nada de mais. O técnico e a sua gente blindaram a informação e a “Marca” teve de criar os seus próprios canais de informação, sujeitando-se, por... Leia o resto →

Real faz 5 jogos em 5 cidades em 15 dias: Corunha, Barcelona, Madrid, Manchester e Vigo

Entre 24 de fevereiro e 10 de março, ou seja, em 15 dias, o Real Madrid fará cinco jogos e quatro fora de casa! Se a vida de Mourinho e dos outros portugueses madridistas já está complicada para os embates dos próximos dias – defrontará o Barcelona na próxima quarta-feira, no Bernabéu, sem Casillas, Pepe, Ramos, Coentrão, Di María e provavelmente Marcelo – a fase seguinte não será melhor. Entre as deslocações à Corunha e a Vigo, haverá mais uma a Barcelona e outra a Manchester – um teste a... Leia o resto →

E em Madrid restará Pepe

No Real Madrid, está o caldo entornado e esta terceira temporada de José Mourinho no clube será, tudo o indica, a última. Não me impressionam as campanhas da imprensa espanhola contra o treinador português porque sei bem de que é feita a cabeça dos jornalistas e como nos custa a engolir o facto de deixarmos de ter a informação privilegiada a que nos habituámos. No dia em que jogam os merengues, é ver como os diários do país-vizinho falham rotundamente na formação do onze titular do Real, sinal claro de... Leia o resto →

José Mourinho: cobiçado por “eles”

Para quem odeia o técnico do Real, e simplesmente lhe cobiça o sucesso, tratou-se de um castigo tão merecido como para o italiano sem dentes para as nozes milionárias que lhe deram para brincar. No futebol, como na vida afinal, só vence quem mete, repetidamente, todos os dias, a cabeça no cepo.  Canto direto, publicado na edição impressa de Record de 22 setembro 2012 José Mourinho anunciou esta semana através de comunicado que irá investir no BCP, uma notícia animadora, já que pior seria se investisse no Deutsche Bank. Curiosamente,... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top