Jorge Jesus, o Multiplicador

Mal foi conhecida a contratação de José Peseiro pelo Al Ahly – uma benesse dos deuses que poderá relançar a carreira do técnico – imprensa egípcia e adeptos torceram o nariz, já que Peseiro tem fama de “pé frio”, marcado como está (para sempre?) pela final da Liga Europa perdida pelo Sporting em Alvalade, há dez anos. Poderia ter acontecido o mesmo com Jorge Jesus com aquele título que voou, em 2013, após o golo da vida de Kelvin e que fez o treinador ajoelhar-se no Dragão? Poderia, se ele... Leia o resto →