País de doidos varridos

Aumenta o número de portugueses a precisar de internamento, diria até que a nossa sociedade, como um todo, tem uma noção distorcida da realidade, não bate bem, pronto. Integro-me alegremente no desatino coletivo – ainda há dias escrevi que Lincoln foi o primeiro Presidente dos Estados Unidos e houve “apenas” 15 antes dele… – mas, existindo prioridades, cedo o meu lugar nas urgências aos mais necessitados. Como é o caso da rapaziada dos serviços de viação não sei das quantas, que tentou agora passar a multar os condutores das ambulâncias... Leia o resto →

Mais 10 milhões para a RTP: o pagode continua a pagar

Trata-se de um filme antigo, um filme sem fim: mais 10 milhões de euros dos impostos dos portugueses vão a caminho da RTP, para com eles se taparem os novos buracos da enviesada gestão de sempre. Como a estação oficial tem uma função de serviço público – que raramente cumpre, aliás – tudo lhe é permitido. Desde logo, não necessita de competir no “campeonato das audiências” e afunda-se a cada dia na tabela porque tanto lhe faz ter mais como menos publicidade. O que faltar, o pagode paga. Pode também... Leia o resto →

Manuel Luís Goucha ganhou a aposta

Em fevereiro, na véspera da estreia da sétima edição de “Secret story”, escrevi aqui que Manuel Luís Goucha, para alcançar um novo êxito sem sacrificar o seu prestígio profissional, teria de ultrapassar um dilema: promover o asneiredo e a rasquice, e assim puxar pelas audiências, ou subir o nível e perder público. Seis semanas decorridas, com lideranças sucessivas e outro primeiro lugar no “top 10” no último domingo, com 1,21 milhões de telespectadores, podemos afirmar que Goucha não só aumentou a popularidade da “Casa dos segredos”, em relação à anterior... Leia o resto →

A greve de zelo na TAP e os vapores do éter

A meio da semana, notícias mil vezes replicadas atacaram a reputação da TAP: mais de 50 voos foram cancelados por “greve” dos pilotos ao trabalho extraordinário ou em dias de folga. A situação, semelhante afinal a muitas outras na generalidade das transportadoras, não seria tão grave se não tivesse “caído em cima” do triste episódio com o piloto da Portugália detido na Alemanha, e impedido de voar por embriaguez – terá acusado 4,3 g/l de taxa de alcoolemia. Porque esse caso não foi apenas divulgado por cá, correu o Planeta... Leia o resto →

Luís Montenegro só perde com “Xeque-mate”

“Xeque-mate” é uma espécie de “Brainstorm”, versão recente do “Quem sabe, sabe”, da RTP dos anos 60. O debate político da TVI24 funciona como um concurso, com os gremlins à solta numa rede social a fazerem de júri, e o relógio e o apresentador a controlarem os concorrentes. Não existe um prémio físico, apenas uma suposta vitória reservada para a chamada “jogada de xeque-mate”, em que nenhum dos contendores logra sair por cima, já que a retórica é semelhante. O palavreado redondo e repetitivo – fatal ao cabo de meia... Leia o resto →

Discurso enrolado na campanha de limpeza das matas

A televisão tanto pode “fazer” presidentes como transformar-se, se não lhe for dado o uso adequado, em máquina de contra-informação. E o Governo foi mais uma vez inábil no modo como comunicou, desta feita a política de limpeza florestal. Pelo meio do ruído mediático do afã de propaganda dos ministros da Agricultura e do Ambiente – que aproveitaram ao extremo o pesadelo da seca, mesmo quando já havia barragens a descarregar e a inundar os campos, e o problema passara da falta de água para o seu excesso – a... Leia o resto →

Burros de aviário em campanha contra Passos Coelho

No início da semana, um jovem repórter de TV, acabado de ser lançado às feras, dizia-nos, à beira Tejo, que o mau tempo fizera suspender as carreiras de barcos para a Trafaria e Porto Salvo (?) – ele referia-se a Porto Brandão – e acrescentava que isso duraria até às xis horas “desta terça-feira” – e era segunda. Trata-se apenas de mais um exemplo não só da pouca disponibilidade que hoje existe nas redações para dar formação aos recém-chegados, como da deficiente preparação com que tantos alunos saem das faculdades... Leia o resto →

Teresa e Rita: dois casos diferentes

A semana “televisiva” foi marcada por um reaparecimento infeliz e por um desaparecimento injusto. Reapareceu Teresa Guilherme, por notícias de alegados problemas com dinheiro. Agora, são supostas dívidas à produtora de “A casamenteira”, depois de um antigo colaborador ainda há pouco a ter acusado de “escravatura”. De súbito, tudo passou a correr menos bem a Teresa, com a audiência de estreia da “Casa dos segredos 7”, conduzida por Manuel Luís Goucha, a ajudar à festa: mais 674 mil espectadores do que a edição 6, apresentada por La Guilherme. Já o... Leia o resto →

Manuel Luís Goucha arrisca muito na Casa dos Segredos”

Amanhã, é o “Dia D” para Manuel Luís Goucha. Ou apenas mais um. Será um novo desafio profissional que ele encarará com a confiança de sempre: foi assim que decidiu deixar de ser ator, escrever livros de cozinha ou abandonar a RTP. Na verdade, essa confiança só o traiu uma vez, com o fracasso de “Momentos de glória” – há já um quarto de século – um risco mal calculado, situação que parece repetir-se agora com a sua aventura na “Casa dos Segredos”. Goucha tem todas as condições para fazer... Leia o resto →

Passos não desistirá

Chega ao fim a era de Passos Coelho ao leme do PSD. Dois terços do País, comigo a bordo, veem-no partir com alívio, tal o peso da austeridade que o seu governo impôs e a bonança em que se vive no limbo da geringonça. Já ninguém se recorda da situação de pré-bancarrota, nem da coragem de um homem que serviu num momento de desespero. Vai-se embora? Boa viagem. Como ando um bocado desatento – dizia Jorge Luis Borges que “o que for importante eu vou saber” – se calhar Passos... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top