E tudo o Benfica desperdiçou

Foram precisas décadas para que os iluminados que mandam no futebol europeu entendessem o prejuízo que é, para os adeptos e para o negócio, a transmissão de grandes jogos no mesmo horário, situação que será revista na próxima época. É pena que outra inteligência não resolva o “drama” do telespectador português, que teve ontem, mal Artur Soares Dias fechou a loja na Luz, de começar a ver o Real Madrid, passar 15 minutos após pelo PSG-Mónaco, e deixar os dois para seguir o dérbi lisboeta. E jantar? Isso só lá... Leia o resto →

E tudo terminará com o habitual “para o ano é que é?”

E agora, Sporting? Poderá uma eventual presença na final da Liga Europa ou uma vitória na Taça de Portugal – como aconteceu há três anos, com Marco Silva, lembram-se? – fazer esquecer o terceiro falhanço consecutivo da era Jesus na conquista do título? E se os leões, com um calendário mais difícil que o Sp. Braga, perderem ainda o terceiro lugar? Tudo se resumirá de novo ao clássico “para o ano é que é”? O que mais me surpreende é o modesto rendimento da equipa, que não será a ausência... Leia o resto →

Rui Vitória tem aquilo de que o Benfica precisa

Nota prévia – Escrevi esta crónica antes da eliminação do Benfica da Taça de Portugal, mas mantenho a opinião: Rui Vitória tem tudo o que o Benfica precisa. Para mais agora, que a crise da equipa é indiscutível. Regressaram as dúvidas dos primeiros difíceis tempos de Rui Vitória no Benfica, com muita gente a aproveitar a antena para vincar os zero pontos dos encarnados na Champions. Com isso, o que se pretende é voltar a questionar a capacidade do técnico que um dia Luís Filipe Vieira garantiu ter chegado à... Leia o resto →

Benfica melhora e Felipe tem valor acrescentado

O Benfica continua a melhorar na Liga, subindo de rendimento e mantendo-se como forte candidato ao título – afinal, o Sporting tem apenas mais um ponto. E isso acontece porque, para consumo interno, as saídas não compensadas de jogadores nucleares são disfarçadas pelos múltiplos recursos que sobraram e pela “engenharia futebolística” de Rui Vitória, que tudo aceita com generosidade e tudo resolve com voluntarismo. Mas a Champions é outra coisa e aí o desinvestimento não pode ser maquilhado: quatro jogos, quatro derrotas, um só golo marcado e até a Liga... Leia o resto →

Deu-se a Svilar o que se negou a Bruno Varela

Os especialistas estão divididos. Os mais ligados ao futebol torcem o nariz à prematura aposta de Rui Vitória no guarda-redes Svilar, lançado aos 18 anos e 52 dias num jogo da Champions com um resultado desportivo desastroso – e a perda de 1 ponto que pode vir a fazer falta ao Benfica para aceder à Liga Europa. Ou seja, as consequências do falhanço do jovem talento estão ainda por apurar. Os que se baseiam mais na psicologia defendem Svilar, e são, curiosamente, muitos dos que não mexeram uma palha para... Leia o resto →

Nada de clássico, só dá Benfica

Quem viu Ederson fazer de líbero em Stamford Bridge, compensando uma ou outra falha dos companheiros, melhor compreende aquilo que de certa maneira já sabíamos e que Basileia e Funchal confirmaram: no verão, o Benfica perdeu não um grande guarda-redes, mas dois. A última época, constituindo o tempo de afirmação do atual dono incontestado da baliza do City, foi igualmente a da despedida de Júlio César do elevado nível exibicional que o consagrou e o trouxe um dia para a Lisboa. O golo de ontem do Marítimo está gravado na... Leia o resto →

Rui Vitória é de novo uma besta

Longe de prever que viriam aí duas derrotas, referi aqui há uma semana o estranho modo como o Benfica resolveu, ou não resolveu, as lacunas criadas na baliza e no centro da defesa pela partida de Ederson e Lindelof. Hoje, o resultado da ligeireza com que se julgou ter esses problemas resolvidos está à vista de todos, incluindo à daqueles que enfrentam sempre as crises das suas equipas em estado de negação. Não vou voltar uns anos atrás, aos tempos em que a intolerância generalizada garantia que Rui Vitória –... Leia o resto →

De Luisão ao VAR, passando por Cristiano Ronaldo e Martina Hingis

Tenho amigos benfiquistas que andam preocupados pelo facto de o clube da Luz ter contratado um quarto guarda-redes, de apenas 18 anos, sabendo-se da superveterania de Paulo Lopes e das limitações físicas recorrentes de Júlio César. E se a inexperiência de Bruno Varela ao mais alto nível o fizer abanar, como se resolverá o problema? Bem, não acredito que Rui Vitória e a estrutura encarnada não tenham equacionado todos os cenários e, se fosse benfiquista, talvez me preocupasse mais com o centro da defesa, já que Jardel se lesiona com... Leia o resto →

Da defesa do Benfica ao banco do Sporting

O Benfica conquistou merecidamente a Supertaça, depois de 30 minutos iniciais arrasadores e de um fecho brilhante da partida. Pelo meio, algumas aflições na defesa, com Jardel uns furos abaixo do que rendia e Bruno Varela a dar – nomeadamente no lance do golo vimaranense – sinais da sua inexperiência. Espero que este precoce lançamento às feras não estrague uma carreira tão prometedora. Como aqui antevi há pouco tempo, e não era difícil de adivinhar, Júlio César já ficou na enfermaria – pelo que não é solução fiável para a... Leia o resto →

O pleno de 13 de maio

Quem aspira ganhar eleições acenando com o regresso do velho Portugal deprimido e temeroso do futuro, e prometendo as mesmas receitas do passado, vai ter de encontrar outra narrativa. Porque o país mudou. Pode viver na ilusão, mas está feliz. Já tinha mudado, é certo, mas acordou ontem mergulhado na euforia. É que no sábado o Papa terminou uma visita triunfal e isenta de problemas a Fátima – que encheu de orgulho os católicos e fez respirar de alívio os não crentes – partindo para Roma horas antes de Salvador... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top