A esperança de Assunção Cristas

A sondagem da Aximage para o Correio da Manhã atribuía, no início do mês, 5,4% das intenções de voto ao CDS. É com esse valor, ou com outro mais recente que lhe dá 6,6%, que em pouco mais de um ano não conseguirá duplicar – e ainda inebriada pelo bom resultado, por falta de comparência do PSD, nas eleições para a Câmara de Lisboa – que Assunção Cristas assume a candidatura a primeira-ministra. Mas essa ambição só se concretizaria com o total afundamento de Rui Rio e do seu partido... Leia o resto →

Ambição no pós-2020 e Metro no século passado

Enquanto Passos Coelho retoma a velha obsessão pela reforma da Segurança Social – no que mais não pretende do que cortar as pensões contributivas em pagamento, uma sanha persecutória que parece ser o seu grande projeto político – Assunção Cristas traça um caminho autónomo para o CDS e no duelo autárquico enfrenta Fernando Medina, o Adamastor que sabe não poder vencer. E com Carmona Rodrigues ao lado, então, arrisca-se ao desastre. Há dias, querendo contribuir “com rasgo, horizonte e ambição” para a solução do endémico problema dos transportes públicos na... Leia o resto →

 
Back to top