Casados e obrigados a ser porcos

Ao contrário do que se possa pensar, o sucesso de “Casados à primeira vista” entre nós não resulta apenas do conceito original, já que a SIC o adaptou à realidade portuguesa – e à captação de audiências – com os “diários”, os “extras” e a introdução, no conteúdo, de uma forte componente de “reality show”, expressa nos repetidos jogos de “grupo”. Nem tudo são rosas nesse percurso, como vimos esta semana nas peripécias na mata, um trabalho lamentável que fez recuar o campismo mais de meio século e que deu,... Leia o resto →

Soldados ou flores de estufa?

Só as imagens sucessivas das greves parecem não afetar o Governo porque mal das redes sociais transborde para a televisão um escandalozinho que permita exibir sensibilidade social, logo um ministro pega ao serviço. Esta semana, a rifa do “show off” saiu à GNR, cujos instrutores terão abusado da força na formação de recrutas – um clássico que já foi trágico nos Comandos mas que não “entra” em cabeças de burro. Claro que o inefável Eduardo Cabrita surgiu de imediato, dizendo-se “chocado” e considerando o caso “inadmissível”, e um responsável da... Leia o resto →

António Costa excitado: ora tomem lá quatro!

Depois de aprovado o OE para 2019, António Costa e Pedro Nuno Santos, já a caminho da saída, ergueram ambos – num gesto combinado – quatro dedos na direção dos repórteres, como que a dizer: tomem lá, vocês que não acreditavam que passasse nem sequer um orçamento! A insólita atitude, de petulância e triunfalismo, mais parecia a daqueles rapazolas, espertinhos e excitados, que marcam golos nos torneios escolares e não perdem a oportunidade de rebaixar o adversário ao mesmo tempo que se exibem para as meninas da bancada. Já a... Leia o resto →

Chegou o dia, PSP: era tempo!

Desde o jogo com os holandeses no Estádio da Luz, que o vídeo corre Mundo através das redes sociais: sentado, de cachecol ao pescoço e copo de cerveja na mão, um adepto do Ajax é violentamente agredido, à bastonada, por um elemento da polícia de choque. Para um país que depende tanto do turismo, calcula-se o prejuízo dessa ação insensata e desproporcionada. Sou insuspeito para o reparo porque entre a lei e a baderna defendo sem hesitar a autoridade do Estado e os que têm o dever de a impor.... Leia o resto →

Não há mais palhaços para alimentar pesadelos…

Longe do que sucedeu com a primeira temporada, que terminou ao 13.º episódio, a segunda série de “Pesadelo na cozinha” fina-se amanhã, com o décimo. Não será pela quebra de audiência que iremos deixar de ver Ljubomir Stanisic em ação, pois o programa tem liderado desde a estreia e aumentou até o seu público quando chegou a concorrência de “Casados à primeira vista”, da SIC. Tendo em conta os apelos de há um mês nos “talk shows” da manhã e da tarde, da TVI, para que os “restauradores” em apuros... Leia o resto →

O achado de “Casamento à primeira vista”

A criatividade venceu a inércia: depois de anos a ver passar os comboios, o “restyling” nos conteúdos de “O preço certo” fê-lo voltar ao pódio dos mais vistos do dia – aconteceu na última quarta-feira, com 891 mil espectadores. Chegou na altura certa a “refundação” de Mendes, Vital e companhia, já que o período anterior aos telejornais das 20 conhecera, na segunda-feira, um novo líder, “Casamento à primeira vista”, da SIC, que bateu não só o concurso da RTP como o moribundo “Apanha se puderes”, da TVI – uma reviravolta... Leia o resto →

TVI paga pela “deserção” de Cristina Ferreira

Quando a TVI lançou “Apanha se puderes” e se augurou o ocaso de “O preço certo”, escrevi que seria questão de tempo o regresso do concurso da RTP à liderança das audiências no período anterior aos telejornais. Mais tarde, reconheci que me teria equivocado, pois a popularidade de Cristina Ferreira seria suficiente para manter a vantagem. Só que a mudança da apresentadora para a SIC e as consequências da “deserção”, na empatia com o seu público, tudo alteraram. E há dias, voltei a estar certo na previsão: o programa de... Leia o resto →

O abraço de Fátima Lopes ao Chico Chicaia

Não sou fã de Fátima Lopes e da sua tendência para a lágrima fácil. Mas não me deixo levar por opiniões definitivas, nem alimento antipatias primárias. Por isso, não encarei agora o “show off” da apresentadora com um sem abrigo – no “A tarde é sua”, da TVI – de pé atrás, do género “lá está ela a trabalhar para a imagem de boazinha”. Ao contrário, protesto há imensos anos – talvez há milhares de crónicas, ai, ai… – pela indiferença de tantas figuras públicas que fecham os olhos ao... Leia o resto →

Pesadelo arrasador: a necessidade é mais forte que a vergonha

A meio de “Pesadelo da Cozinha”, a TVI brinda-nos, em 18 minutos, com 15 de publicidade! A fórmula é simples: um espaço comercial de 1 minuto e 37 segundos seguido por três (!) minutos de programa e mais um bloco superior a 13 minutos de anúncios e promoções. Parece um exagero e se calhar é, mas tudo resulta do êxito do “Pesadelo”, que no domingo continuou, arrasador, na liderança do dia, com 1,27 milhões de espectadores de audiência média e 22,7% de share. Apontei aqui com alguma ingenuidade, no final... Leia o resto →

Os dois obstáculos de Manuela Moura Guedes

Três anos após as últimas aparições regulares em televisão, na RTP, Manuela Moura Guedes voltou na segunda-feira, no Jornal da Noite, da SIC. Olhando as audiências, o regresso correu bem, já que recolheu a preferência de 1,2 milhões de telespectadores e bateu o concorrente direto, Miguel Sousa Tavares, agora na TVI, invertendo a liderança do canal de Queluz, com o Jornal das 8, que superou o da SIC por escassa margem. O resultado da estreia reflete o interesse do público pelo reaparecimento de uma mulher de personalidade forte e sem... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top