Ruben Rua: a “capacidade zero” de José Castelo Branco

De vez em quando, a RTP brinda-nos com momentos de felicidade. Como aconteceu na quarta-feira, com o “direto” do Portugal-Suíça, que levou o canal do Estado à liderança do dia, graças ao “empurrão” de uma audiência média de 2,3 milhões de espectadores e um share de 52,9%, que atingiu os 59,3% após Cristiano Ronaldo ter marcado o segundo golo – e logo o terceiro.

Além de permitir acompanhar mais uma proeza do melhor futebolista-competidor do Planeta – Messi é mais jogador-artista – a RTP prestou ao País outro serviço: fez descer as audiências das aventuras do “agricultor” João Neves e da sua Belinha, que a SIC esticou até nos desesperar com a insuportável beijoquice daquela dupla.

É que, antes, ainda havia no horário a alternativa humorística do “Like me”, da TVI, com a Luana Piovani sem perceber onde se meteu e o Ruben Rua a confirmar o que sabíamos. Que pode ter jeitinho para fazer suspirar as meninas mas para apresentar programas está como o José Castelo Branco para a política: tem “capacidade zero”, segundo as palavras sábias de Cristina Ferreira.

Pena é que o “Like” tenha lá pessoas interessantes com coisas para dizer e já se arraste pela madrugada – com os cumprimentos suicidas de Queluz.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 8jun19

Partilhar

Os comentários estão fechados.