Obrigado, querido Sergio Ramos!

Carles Puyol, lenda viva do Barcelona e da seleção espanhola, convida os responsáveis catalães à reflexão: com o melhor Barça da história, como pôde o Real Madrid ganhar quatro das cinco últimas ligas dos Campeões? A resposta imediata será a do talento. Zidane soma nove títulos conquistados em dois anos e meio – e isso é matemática, como diz aquele divertido senhor na televisão. Haverá outra explicação: é que se existem camisolas que ganham jogos, elas são do Real. A final de Kiev foi, aliás, um exemplo desse fenómeno. Acossados... Leia o resto →

A revolta de José Mota e a lei sobre a eutanásia

Boa parte das pessoas vive no seu mundo, considera-o mais importante que o dos outros e pensa cada vez menos nos grandes desafios que a todos ameaçam. Vem isto a propósito da destemperada manifestação de revolta do treinador do Aves, José Mota, pela suposta falha no protagonismo dado ao Desportivo, ao contrário do que aconteceu com o Sporting. Primeiro: a chegada à final e a conquista da Taça pelos minhotos ocuparam tempo infindo e espaço relevante, ambos merecidos, na comunicação social. Segundo: o ataque selvagem à academia e o processo... Leia o resto →

Acabou um pesadelo no Sporting? Vêm aí outros…

A semana de pesadelo sportinguista terminou ontem, com uma exibição digna no Jamor, insuficiente, no entanto, para a conquista da Taça de Portugal. A missão era impossível, após tantos dias de martírio psicológico, de falta de preparação técnica, de intranquilidade e até de abandono por parte de quem devia apoiar a equipa e se colocou em posição de não o poder fazer. E novo insucesso se somou à “perda” da Champions. A semana negra findou, mas hoje começou outra, talvez aquela em que várias cargas de cavalaria, pesadas e veremos... Leia o resto →

Até a mim o Sporting tramou…

Outra vez segundo. Irra!!! Tivesse o Sporting ganho no Funchal, em ver de ter perdido, e eu teria sido primeiro…  E deste prejuízo ninguém fala! Amanhã, rescindo o contrato. 😊  

Só a GNR defendeu o Estado

Se não há bruxas, parece. Num ai, o Sporting foi atingido pelo ataque dos bárbaros a Alcochete e por indícios de corrupção desportiva que levaram à detenção do homem de mão do presidente. O que está por provar, sendo grave, não chega para ofuscar o que já aconteceu, que foi gravíssimo. E a mim, que não sou sportinguista, inquieta-me mais a derrota do Estado do que os problemas que o Sporting resolverá. A cedência da ordem pública aos baderneiros é que me assusta. Marcelo tocou no ponto: somos muito bons... Leia o resto →

Os mais charmosos de Lisboa… de há 30 anos

Nos anos 80, as discotecas investiam muito na animação, tentando captar clientes ou mantê-los. E não havendo TV privada, jornais e revistas eram essenciais na promoção dos eventos, particularmente aqueles títulos, poucos, que escalavam jornalistas para cobrir o social – a informação dita cor de rosa, então já próspera na imprensa espanhola, tinha por cá na Nova Gente, semanal, e na Élan, mensal, os veículos mais interessados no fenómeno. Um dos profissionais que se destacavam no sector era Luís Fernandes, o relações-públicas – hoje seria diretor de marketing… – do... Leia o resto →

Sérgio Conceição, o recuperador de ativos

Naquele tipo de comentário esquizofrénico tão comum em Portugal, ecoam por montes e vales as odes de glória a Sérgio Conceição – agora que não resta outra coisa. Mas quero cair nesse pecado e insistir em fazer chover no molhado para sublinhar o que noto ser menos valorizado nas capacidades do treinador do FC Porto: a notável recuperação de jogadores a que com tanto sucesso se dedicou. Voltei a recordar esse “pormenor”, no sábado, na “manif” dos Aliados, perante duas imagens emblemáticas, ambas com o mesmo intérprete, o internacional mexicano... Leia o resto →

Que deputados queremos?

Um dos temas da semana noticiosa na TV foi a continuação da polémica relativa a subsídios e viagens dos deputados que residem longe da capital. Entendo que a questão não saia da agenda, pois a classe política está sob escrutínio severo. As pessoas fartaram-se de espertalhões e de gatunos, a inveja social segue em alta – fomentada pela cedência dos governos à demagogia – e a informação cavalga, como lhe cabe, a onda do interesse público. Vou contra esse tsunami. Para que um deputado de fora possa viver em Lisboa,... Leia o resto →

A hora é das mulheres: La Jeremias ganhou o TotoRecord

Feitas as contas finais, de nada me serviu a liderança nas semanas anteriores: sobre a meta, a Luísa Jeremias foi mais certeira e ganhou. A exemplo do ano passado, voltei a ser segundo, é assim como que um síndrome Paulo Bento… Na próxima época, se o Record me deixar, farei uma derradeira tentativa, será a quarta e, definitivamente, a última. Classificação final: LJeremias – 176 pontos APais – 180 LSantana – 188 RSantos – 190 PFutre – 194 BPrata – 194

« Entradas mais antigas Posts mais recentes »

 
Back to top