Os grandes 60 anos de Carlos Manuel

Carlos Manuel no programa Bar Sport TV, que modera, e numa enésima comemoração do seu grande golo de 1985, em Estugarda

A ver o delicioso Bar SportTV, conclui-se que Carlos Manuel encontrou nova vocação. Ele é um excelente contador de histórias e um facilitador da conversa alheia, qualidades que tempera com um espírito de humor que bem falta faz no triste ambiente em que vive o futebol português.

Antigo jogador de raras capacidades e carreira brilhante, treinador auto-suspenso sem o mesmo êxito – breves passagens pelo Sporting e pelo Sp. Braga foi o melhor que conseguiu, não se pode ser bom em tudo – Carlos Manuel será sempre lembrado pela sua imagem de marca: o extraordinário golo que marcou em Estugarda, a 16 de outubro de 1985, que levou a Seleção a derrotar a da Alemanha, qualificando-se para o Mundial de 1986.

Mas eu recordo-o também por uma entrevista que lhe fiz, a meias com o Luís Norton de Matos, em 1987, na sua casa da Parede, e pela participação no júri de um concurso de misses, no Algarve, pouco tempo depois. Só não percebo hoje como pude estar mais de uma década na direção do Record sem o ter visto numa redação por onde desfilaram tantas figuras do nosso futebol. Culpa minha, por certo. Fica-me essa frustração, a dias deste 15 de janeiro em que Carlos Manuel completa 60 anos. Parabéns e… chapeau, génio.

Parece que foi ontem, Sábado, 11JAN18

O escriba com Carlos Manuel e Norton de Matos, no decorrer da entrevista para a Élan, em 1987, e também com as mulheres de ambos, à época, numa discoteca algarvia

 

Os comentários estão fechados.