O telefonema de Marcelo a Cristina e a falta de noção do ridículo

“O preço certo”, da RTP, voltou a liderar no acesso ao “prime time” – na terça-feira e na quarta foi mesmo o quinto programa mais visto do dia, com grande vantagem sobre os “dating shows” da SIC e da TVI. É o esplendor do fenómeno Fernando Mendes, o terceiro vértice do triângulo de popularidade em TV, com Goucha e Cristina.

De um modo elevado que o engrandece, o ex-Gordo aproveitou um “direto” do concurso para brincar com o telefonema do Presidente a Cristina, ao contrário dos “zés-ninguém” que nas redes sociais criticaram Marcelo, afirmando, com desplante, que também mereciam. Como se os méritos fossem parecidos!

Os números falam por si, da vitória esmagadora do “Programa da Cristina” – 439,8 mil espectadores na quinta-feira, mais do que “Você na TV” e “A praça da alegria” juntos – à SIC na frente quatro dias consecutivos, o que não sucedia talvez desde o Mundial’2006. A realidade é que Cristina Ferreira “chegou lá”, haja noção do ridículo.

Noção idêntica se pediria aos pivôs da SIC Notícias que a propósito do aniversário do canal se felicitaram por uma mentira: a da liderança da informação televisiva que já não lhes pertence e que é há muito da CMTV. O que dirão disso os faróis da deontologia?

Antena paranoica, Correio da Manhã, 12jan19

Partilhar

Os comentários estão fechados.