Enciclopédia do futebol com a marca Tovar

“Sábio é o pai que conhece o seu próprio filho” – William Shakespeare, dramaturgo inglês, 1564-1616

Tovar2

Filho de um dos maiores talentos do jornalismo da minha geração, com quem tive o privilégio de poder trabalhar – o grande e sempre presente Rui Tovar –, ele deu-me, há uma boa meia dúzia de anos, um desgosto quando me comunicou que ia abandonar o Record para integrar uma redacção que lhe daria mais liberdade para criar – e a criatividade é, a par do quase inacreditável registo enciclopédico-futebolístico que herdou do pai, uma das melhores qualidades do jornalista Rui Miguel Tovar.

Tovar1

Rui Miguel Tovar com os pais, Maria João Lourenço e Rui Tovar, e o escriba, na cerimónia de entrega dos Troféus Gandula, em 1983

Vejo-o hoje, com alegria, a escrever aqui na SÁBADO, e também a colocar nas livrarias a sua mais recente realização literária, O Grande Livro da Seleção, editado pela Marcador e com prefácio de Fernando Santos. Com a oportunidade proporcionada pelo Europeu que começa agora, a obra percorre, com rigor e pormenor, meio século de Europeus e Mundiais. Mas tenho uma reserva: ainda não me conformei com a tua saída do Record, Rui Miguel…

Parece que foi ontem, Sábado, 8JUN16

Entrega dos premios record 20-12-07 Campolide - Lisboa PEDRO SIMOES

Bernardo Ribeiro entrega a Rui Miguel o prémio de Editor do Ano de Record, em 2007

Partilhar

Os comentários estão fechados.