De Baiano a Marcano: uma simples reflexão

Uma palavra rápida para a vitória do Sp. Braga na Taça de Portugal e para o excelente desempenho, no onze titular, do defesa Baiano, um dos 15 ou 20 brasileiros que uma das mais desqualificadas, incompetentes e nefastas direções da história do Belenenses contratou de uma assentada. aqui há anos, com trágicas consequências. Havia até um (só um?) contratado que se dizia trabalhar nas obras e praticar futebol nas horas vagas…

Depois, quando foi preciso regressar à Terra e arrumar a casa, dispensou-se o contingente todo, atirando fora os bebés com a água do banho. Foi o caso de Baiano que pôde, ainda, felizmente, “sobreviver” para mostrar o seu valor.

E já que me refiro ao contingente, recordo a “armada espanhola” que o FC Porto contratou a pedido de Lopetegui e que vai ter agora de despachar com prejuízos milionários. Infelizmente para os portistas, um desses futebolistas, sem dimensão para jogar no Dragão, o central Marcano, caiu nas boas graças de José Peseiro e conseguiu por isso dar hoje um excelente contributo para a conquista da Taça de Portugal pelos bracarenses.

Mesmo assim, Peseiro merece parabéns pelo talento com que escalou o banco do FC Porto no Jamor: Casillas, Martins Indi, Rúben Neves, Evandro, André André, Corona e Aboubakar. Quem forma um grupo de suplentes com esta consistência só pode ter um grande futuro como treinador!

Partilhar

Os comentários estão fechados.