Aurélio Pereira: o formador de campeões que recusa protagonismo

Aurélio Pereira com dois dos seus craques: Cristiano e Quaresma

Cristiano Ronaldo, Futre, Figo, Nani e Quaresma são apenas os nomes maiores dos excelentes futebolistas que devem a Aurélio Pereira terem encontrado o caminho para o êxito na profissão e na vida. Porque o responsável pelo departamento de Prospeção e Recrutamento do Sporting tem tido a capacidade de ser, em simultâneo, descobridor de talentos, fazedor de campeões e formador de homens.

Há dias, por proposta da Federação Portuguesa de Futebol, a UEFA atribuiu ao técnico a Ordem de Mérito pelo seu contributo – de quase 50 anos! – para o desenvolvimento do futebol português. Só nos campeões europeus de 2016 encontramos dez que foram descobertos por Aurélio Pereira, facto que diz tudo sobre o talento de uma personalidade discreta, que se afasta dos projetores dos média com modéstia, generosidade e grandeza.

Na redação do Record, em 2012, mestre Aurélio descerra a placa com o seu nome

Pela redação do Record desfilaram, entre 2003 e 2013, largas dezenas das maiores figuras do futebol e do desporto. Tive um prazer imenso em conhecer ou reencontrar muitas delas, cumprimentei outras com cordialidade e algumas com indiferença. Mas contam-se pelos dedos aquelas que, como Aurélio Pereira, recebi com particular emoção e até com um sentimento de humildade em que não sou forte. Curvei-me, e curvo-me, perante mestre Aurélio Pereira. Chapeau!

Parece que foi ontem, Sábado, 23MAR18

Partilhar

Os comentários estão fechados.