A solidariedade foi banida do vocabulário de quem manda

From: Armanda Justino
[mailto: ——–@sapo.pt]
Sent: segunda-feira, 21 de Janeiro de 2013
10:54
To: Sábado – Leitores
Subject:

Tentando analisar a entrevista ao
Ministro do Trabalho, começo com as últimas palavras de Alexandre Pais: “Hoje
como nunca, milhões de esquecidos por Deus precisam desesperadamente de auxílio
e de respostas”.

Ontem às 21 horas, regressando  da Missa vi casais jovens,
rebuscando nos caixotes de lixo algo que os alimentasse. Entretanto há 18 meses
que os nossos Governantes e seu pesado aparelho de Estado estão ensaiando a
saída da crise e sempre contentes com os resultados tenebrosos alcançados, já
que o capitalismo de hoje se resume a comprar e a vender dinheiro, poucos
investem e a solidariedade foi banida do vocabulário de quem manda e de grande
parte dos ricos.

O Ministro diz que têm feito um trabalho fabuloso, já estão
desbloqueados 6 mil milhões de euros de crédito para as empresas. Não vemos
nada, a não ser grupos de trabalho, consultores, contratos com escritórios de
advogados, (quando os temos no governo e parlamento) mais um relatório do FMI,
com certeza tudo muito bem pago, enfim…

Este desbaratar, inconsequente vem
desde o início da democracia do cartão partidário, mas, desesperadamente,
constatamos que continua…

Armanda
Justino

Tel. 256——

Oliveira de
Azeméis

Partilhar

Os comentários estão fechados.