Lebre Cristina e Tartaruga Mendes

Apetecia-me hoje destacar o 4.º aniversário da CMTV, que ainda esta quinta-feira registou o dobro das audiências da TVI24 e deixou a SIC Notícias a um ponto – 2,8 por cento de share “contra” 1,8 – mas não quero abusar da paciência do leitor ao vincar os méritos da nossa estação. A realidade fala por si.

Opto por outro êxito, o de “Apanha se puderes”, lançado na segunda-feira, dia em que atingiu 25,9% de share, e que na quinta chegou a 28,9%, marcas que ultrapassaram os 20 ou 22% de “O Preço Certo”. Quer isso dizer que a TVI pode ficar com o rei na barriga e que a RTP deve somar a derrota da joia da coroa à sua lista de insucessos? Parece-me cedo.

Mesmo que básico na mecânica e avaro nos prémios, se o concurso de Cristina Ferreira mantiver, finda a primavera, os números da semana inicial, a apresentadora poderá, então sim, cantar vitória. Afinal, com a enésima tentativa, em 13 anos, de apear o “gordo” do top das audiências antes dos telejornais da noite, ela ganhará onde tantos outros se espalharam – La Guilherme incluída. Mas não creio que dentro de um mês a lebre estridente siga tão veloz assim e não veja passar por si a tartaruga anafada, que corre devagar e jamais se cansa. É esperar para ver.

Antena paranoica, Correio da Manhã, 18MAR17

Partilhar

Os comentários estão fechados.