A barca infernal

Em “Barca do Inferno”, da RTP Informação, a comissária do PSD soma todas as eleições de Cavaco e Soares para os colocar a par, com 15 milhões de votos cada, estrambólica coisa. E ao sublinhar os 2,7 milhões do Presidente na primeira eleição e omitir que Soares obteve 3,5 milhões ao ser reeleito, Sofia Rocha revela a sua qualidade.

O caso de Raquel Varela é mais grave, trata-se de uma historiadora capaz de deturpar a História – diz que Mário Soares fez parte do Movimento de Capitães! – e usar um Português básico ao falar de Cavaco: “Tem formação em economia, embora obviamente nunca foi um tecnocrata”.

Já Isabel Moreira passa dos limites na crítica desbragada ao CM, uma das poucas armas que restam ao cidadão comum para conhecer os desmandos da gatunagem. Devemos desculpá-la? Bem, talvez Isabel estivesse de novo “um pouco drogada, com drogas lícitas”.

Proponho um monumento a Manuela Moura Guedes por enfrentar sozinha tantas barbaridades. Ganha o céu naquele inferno.

Antena paranoica, CM, 10JAN15

Partilhar

Os comentários estão fechados.