Licensiados e ignurantes: a intimidada

Acabo de ver na SIC Notícias a reportagem sobre uma tentativa de despejo em Campo de Ourique, Lisboa. Em voz off, um licenciado em jornalismo informa-nos que a inquilina “foi intimidada a sair” pelo proprietário da loja. Não se duvida que a senhora se sinta intimidada com a posição de força, mas entristece-nos que alguém com um curso de Comunicação Social ignore a diferença entre intimar e intimidar. E que quem manda nele se calhar também…

O martírio da TVI não acaba

O falhanço de “Like me” e a falta de um plano B obrigou a TVI a novo remendo na programação, “esticando” para quase quatro horas (!) o “A tarde é sua”. E faz pena ver o esforço de Fátima Lopes para conseguir tirar alguma coisa de um pastelão que se arrasta penosamente – registou, na última terça-feira, um “share” baixíssimo: 8,6%, com uma audiência média de 195 mil espetadores. Não há muito, a apresentadora da TVI discutia com Júlia Pinheiro a liderança da hora do chá e agora, no mesmo... Leia o resto →

Global Media falha pagamento de salários

A Global Media falhou hoje o pagamento dos salários aos trabalhadores de JN, O Jogo, TSF e DN – ou ao que resta dele (vendas de 3 mil e 600 exemplares por semana em abril, segundo dados da APCT). Como lhe competia, a Direção do Sindicato dos Jornalistas emitiu um comunicado em que condena a postura da administração do grupo, mas sem apontar, como é hábito, o rumo a seguir. O SJ só aceita o pleno emprego, propõe reuniões que nunca chegam a realizar-se – seria, aliás, tempo perdido num... Leia o resto →

Nem só de futebol vive o homem

Não fui um modelo de disciplina enquanto desportista, pelo contrário, mas custou-me ver o comportamento do voleibolista Alexandre Ferreira, que no decurso do jogo que opôs a seleção portuguesa à congénere iraniana insultou por diversas vezes o árbitro, com uns bem audíveis “filho da p…!”. Depois de receber um cartão amarelo, por ter reclamado com o juiz principal, bateu palmas – o que já não foi bonito –, voltou a dirigir-se ao homem do apito em termos que lhe valeram o cartão vermelho, passando então aos palavrões. A um capitão... Leia o resto →

Inesquecível Ricardo

Seleção qualificada para as meias-finais do Mundial’2006… com luvas. Mais de 130 mil exemplares vendeu o Record no dia seguinte. E foi apenas há 13 anos…  

Tivesse Rui Rio esse dom…

Durante décadas, veremos como será em outubro, o sucesso do PSD resultou muito de um fator cultural: a sua ligação às nossas raízes. Porque mesmo vivendo nas grandes cidades, haverá poucos portugueses cujas origens, recentes ou mais remotas, não estejam no interior do país, naquilo a que noutros tempos se designava por “província”. É dessa associação ao Portugal profundo, ao cheiro da terra, que resulta o êxito de “Quem quer namorar com o agricultor?”: ainda que a segunda série seja pior que a primeira, isso não afasta os espectadores do... Leia o resto →

Simeone será a desgraça de João Félix

Não sei se Renato Sanches tem consciência do erro que cometeu ao aceitar que o Bayern desse por ele 35 milhões de euros ao Benfica – mais 45 milhões por objetivos, música para embalar. O clube de Munique não era o indicado para o futebolista, então com 18 anos, e a altura para a transferência também não era a certa. Pelo menos para Renato, já que os encarnados preferiram vender bem, em 2016, do que ficar à espera de poder faturar melhor, correndo o risco de o médio não confirmar... Leia o resto →

« Entradas mais antigas

 
Back to top